Ok… Depois Não Se Queixem…

… se com o conhecimento de surtos, forem os pais a não querer a miudagem mais nova na escola. E é curiosa a pressa de mandar dizer isto ainda antes da reunião do Conselho de Ministros. Alguém tem muita pressa em qualquer coisa, sem que aparentemente se perceba que mandar de cada vez um ou dois para casa é bem pior do que mandar todos juntos e assegurar tarefas assíncronas à distância até voltarem. Todos. Ao mesmo tempo.

Por outro lado, significa que os professores serão todos considerados de baixo risco, até porque uma parte já terá levado o “reforço”.

Escolas reabrem sem confinamento de turmas

Só alunos com covid-19 e irmãos terão de confinar a partir de agora. Por agora, Governo não vai agravar medidas de prevenção de contágios de covid-19.

 Conselho de Ministros vai assumir a reabertura das escolas na segunda-feira, dia 10, como estava previsto, e o Governo considera que há condições de o ensino ser menos afectado devido às novas regras aprovadas esta quarta-feira pela Direcção-Geral de Saúde (DGS) em relação aos confinamentos por causa dos contágios por covid-19.

Nomeadamente, porque a partir de agora só é considerado contacto de alto risco sujeito a confinamento quem coabita com o doente de covid-19 e não recebeu ainda a terceira dose da vacina, explicou ao PÚBLICO um membro do Governo, frisando que “acabou o confinamento de turmas”. O responsável governativo clarifica assim o impacto sobre as escolas das medidas aprovadas pela DGS.

16 opiniões sobre “Ok… Depois Não Se Queixem…

  1. Extraordinário! Os coabitantes do infectado são de alto risco, mas estando o infectado dentro de uma sala , possivemente num contacto mais próximo com outras pessoas, e por mais tempo, já não conta! Assim se faz faz política de baixa mão neste país à beia mar plantado!

    Gostar

  2. Quase me sinto tentado a propor uma teoria da conspiração: o governo faz isto para que, mais semana, menos semana, seja decretado novo confinamento. Motivo? Deixo isso a quem é mais experto nestas coisas conspirativas. Não tenho, no entanto, dificuldade em divisar uma, a dos liberais de pacotilha, que dirão que isso tem que ver com o projecto socialista de fazer planos quinquenais de confinamento para destruir a liberdade individual e a economia, levando à ruína os empreendedores que geram empregos e criam riqueza.

    Gostar

    1. Os pais partem do princípio que a escola é o armazém certo!
      Mal eles sabem que ela está a cozinhar uma geração manipulável prontinha para a ignorância de grupo?
      Até já vi alguns pais fazerem como as focas: bater palmas à inexistência de testes…claro que esse peixe lhes foi atirado por alguns arregimentados que vestem a camisola (com toda a pujança) da graxa para a excelência.
      Pobrezitos de espírito esses pais também. Sendo já fruto de tanto facilitismo e fast consumo, acham que educar filhos também é assim. Outra coisa não seria de esperar: é a saída mais confortável e de cérebro dormente!

      Gostar

  3. Os pais partem do princípio que a escola é o armazém certo!
    Mal eles sabem que ela está a cozinhar uma geração manipulável prontinha para a ignorância de grupo?
    Até já vi alguns pais fazerem como as focas: bater palmas à inexistência de testes…claro que esse peixe lhes foi atirado por alguns arregimentados que vestem a camisola (com toda a pujança) da graxa para a excelência.
    Pobrezitos de espírito esses pais também. Sendo já fruto de tanto facilitismo e fast consumo, acham que educar filhos também é assim. Outra coisa não seria de esperar: é a saída mais confortável e de cérebro dormente!

    Gostar

  4. Portantos… se a Forbes diz que o aceitacionismo pacífico dos portugueses se deve à confiança no governo, o melhor é dizer que isto agora é da responsabilidade individual.
    Foi este o raciocínio do Costa! 😀

    *a jornalista da Forbes esqueceu-se de fazer pesquisa no campo do passado português, mas isso agora não interessa nada.
    ah, e também se esqueceu de ver que no ano que passou, mais ou menos por esta altura, se tomaram decisões que com mentiras mataram pessoas, mas isso também não interessa nada…

    Gostar

    1. Já não há intectuais na praça desde que tardiamente e tacitamente (por conveniência própria) aderiram ao neoliberalimo de Tatcher e Reagan dos anos 80!

      Gostar

    1. Eu até diria que existem residuais, mas levam com rolha na boca e cárimbo na testa! Cortes de pio…offlines…pontapés de canto…apagões….
      Vive-se assim a modos que
      “somos todos fofinhos, arranja um ossinho fofo que não icomode a aurea mediocritas estabelecida e não penses porque a genta cá não foi feita para pensar.”

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.