À Segunda Vista

Não estou a seguir os comentários das televisões, porque não consigo ter paciência para algo que em termos intelectuais combate com o Big Brother. Observando os resultados, parece mais do que evidente que as muletas da geringonça levaram forte e feio, não apenas pelo chumbo do OE, mas principalmente porque o PS vez o que quis e para isso não precisa deles. Ventura e Cotrim a subirem por razões diversas do lado direito. Um a facturar os votos de protesto que o Bloco e a CDU deixaram de representar, o outro a ir buscar aquele “povo liberal” que outrora navegava entre o PSD e o CDS. Curiosamente, o sucesso da IL e do Chega representa a impossibilidade da “Direita” chegar ao poder, devido à erosão causada no PSD. PAN e CDS quase pulverizados, o primeiro por se perceber finalmente a sua escassa relevância seja para o que for (a menos que seja a nova muleta do PS se conseguir um trio de deputados), o segundo porque desertaram as suas facções liberais e ultramontanas. O Livre, curiosamente, tem mais votos sem a Joacine, porque o Tavares até esteve bem nos debates. Abstenção em níveis aceitáveis, atendendo a tudo.

5 opiniões sobre “À Segunda Vista

  1. Se confirmar o cenário de horror que é o PS conseguir maioria absoluta, teremos como PM o antigo nº2 da outra maioria absoluta que destruiu a carreira docente e a organização escolar. Agora no sistema educativo só existem escombros, mas as poucas paredes que ainda estão de pé podem ser derrubadas. Existem, pelo menos, 3 paredes ainda de pé, que um putativo governo maioritário pode derrubar e desse modo enterrar definitivamente a carreira docente. Um dos projetos será criar mecanismos para incentivar a ‘velhada’ a sair por motu próprio antes das condições de aposentação, para poupar com os cortes que aplicará.
    De outro modo, já não existem alvos a destruir e tudo será o marasmo que foi nos últimos 6 anos, e a via sacra de angústia e burn out para conseguir chegar ao limite minimo para pedir a aposentação.

    Liked by 3 people

    1. Não acredito que deixem sair a “velhada”. Ou melhor, deixarão, ligeiramente … mas com cortes brutais nas reformas. Têm de ter tempo para arranjar fornadas , à pressa, de gente jovem para entrar. E quem está e vai passar a estar em listas para mudanças de escalão, vai a partir de agora ficar à espera ainda mais tempo. Assim se poupará mais uns cobres. A prepotência dos directores irá manter-se, estão legitimados por estes resultados eleitorais. E, se havia queixa quanto aos sindicatos, estes, agora, deixarão de existir. A AAD vai manter-se com todas as injustiças e as irregularidades jurídicas. C

      Creio que os professores não estejam a ver o pior dos cenários. Em 34 anos de serviço nunca me senti tão ameaçada por estes resultados. Não pelo PS per si mas pelas pessoas que vão continuar no governo , os mesmos, ou iguais. A arrogância e a prepotência. É que, do PSD já tivemos a experiência mas com o PS foram 6 anos de terror ( já para não falar dos anos da Lurdes Rodrigues) e vão ser mais 4 para deitar a casa abaixo.

      Liked by 1 person

      1. Foi o PS que construiu o procedimento administrativo para que 75% dos docentes ficassem abaixo do 7º escalão e que por lá fiquem até à aposentação. Mas os restantes 25% são apeteciveis para criar mecanismos que levem a desistir por cansaço, levando a uma aposentação antecipada com os respetivos cortes, diminuindo o valor da pensão de reforma. E é assustador porque é um partido dito de esquerda a atuar como o da direita mais radical e mais assustador ver tanta gente da população cega e crente no discurso propagandistico…

        Gostar

        1. População crente? Não me parece ser bem o caso. A substantiva tranferência de votos para o PS a partir do BE e PC não têm a ver com crenças, mas sim com a intenção de contrariar a ascensão chegana. Por outro lado, esta tem muito a ver com um voto de protesto e não com confiança no desventuras. Muitas pessoas me confessaram estar profundamente revoltadas com os cambalachos, resgates bancários e outras escandaleiras, tendo decidido votar no palhaço, não por partilhar o seu extremismo, mas unicamente para sinalizar a sua enorme irritação com a degenerescência do status quo. E temos de reconhecer haver uma certa razoabilidade nesse protesto.

          Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.