Idiotice Global

A da meio mundo – eu sei que estou a exagerar – a discutir no fbok um inquérito feito numa publicação relacionada com o Programa Regional de Educação Sexual em Saúde Escolar da ARS Norte em há cerca de uma década (quando não tem essa informação na ficha técnica, está nas propriedades dos documentos). Qualquer pesquisa no google permite perceber que aqueles materiais não são actuais, embora continuem online em vários sites. Num dos links pode mesmo ler-se que “Caderno PRESSE 1º Ciclo [última actualização 21.02.2011]”. A ficha técnica de um desses documentos data-o de Fevereiro de 2011.

Se alguns conteúdos são idiotas no meu escasso entendimento, em especial alguns dirigidos aos alunos mais novos, não é menos idiota a forma histriónica como muitos adultos estão a reagir a algo que, como diria a Elsa do Frozen, já passou, já passou há uma boa carga de anos. Na altura, as polémicas sucederam-se, não apenas com estes materiais. Esta recuperação do assunto, faz lembrar fenómeno semelhante que ocorreu há um par de semanas em Moçambique.

Passadas as discussões mais acesas sobre a (ir)realidade da pandemia e a (in)eficácia das vacinas, atingido o pico de “debate” sobre a (in)existência de razões que justificam uma invasão russa da Ucrânia, a idiotice global nacional agarrou em outro tema que parecia caído em desuso, a mítica Educação Sexual nas escolas. Apenas se demonstra que muita informação está longe de produzir cidadãos melhor informados e prova à saciedade a teoria dos idiotas digitais, mas sem circunscrição às novas gerações.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.