A Ler

E não me venham com paralelos muito tortuosos com o envio de armas para a Ucrânia.

After mass shootings like those in Uvalde and Buffalo, pro-gun officials say they don’t want to politicize tragedy. But the circumstances that allow for the mass murder of children are inherently political.

Rectificações

O Expresso apresenta, num cantinho de página, uma rectificação do Ministério da Educação acerca de uns números atirados para o ar pelo ministro Costa (na sua entrevista de primeira página), com a desculpa da treta de ter usado uma diferente “ponderação”. Até nisto se vê que se mantém o desejo de enganar, porque calcular o peso do número de docentes no “topo da carreira” é uma conta muito simples de fazer, que não carece de elaboradas “ponderações” sobre a “massa salarial”. A admissão do erro não passa de uma hipocrisia. O ministro Costa mentiu a esse respeito – mais valia ter dito que se enganou, ponto – mas se fosse só nisso que foi inexacto… o problema é que não foi só nisso. Todos nos enganamos, claro, mas há quem se engane de forma sistemática mais do que os outros.

Pena que o fact checking seja muito selectivo e nem sempre especialmente apurado. Desta vez, era uma coisa evidente (era impossível ter chegado ao 10º escalão durante o congelamento e a diferença de valores para 2021 é demasiado grande para passar despercebida).

Resta saber se em futuras entrevistas haverá o cuidado de se ir avisad@ contra a manha de fazer passar por verdade o que é uma “ponderação diferente”.

Privados E Ministro Costa, A Mesma Luta

Os exames incomodam-nos como mecanismo externo regulador das classificações de acesso ao Ensino Secundário. Acredito que não pelas mesmas razões, mas a verdade ´que são aliados objectivos na desvalorização dos exames finais do secundário como variável a ter em conta no acesso ao Ensino superior. Nos dois casos, parece-me que é um modo de ficarem com as “mãos livres” para produzir “sucesso”. Num caso com créditos políticos, no outro com créditos financeiros.

Em outras circunstâncias, espantar-me-ia pelo facto do meu caro Queirozeze ainda andar por aí a dar bitaites mas, afinal, somos Portugal.

“Vamos propor que o peso dos exames na média de candidatura ao superior seja menos de 50%”

Domingo

Após dois longos consulados de inefáveis “pais da Nação”, eis que, finalmente, a Confap apresenta uma líder feminina a partir deste fim de semana, apenas três meses depois de chegar à liderança da FECAP de S. João da Madeira (era apenas suplente no Conselho Executivo anterior da Confap). A ver se a mudança não é apenas de género e de cosmética, porque precisamos de representantes parentais e não de mais uma correia de transmissão do ME para a comunicação social e escolas.