2ª Feira

Quando tanto se fala sobre a necessidade de rejuvenescer tudo e mais alguma coisa, da população às profissões “Hospital de Setúbal prevê fechar urgências de obstetrícia 21 dias no Verão”, pois “Director do serviço de Obstetrícia do Hospital de Setúbal diz que tem “menos de um terço” dos especialistas necessários”. Como com os professores, a falta de pessoal médico não seria propriamente imprevisível, mas à boleia da pandemia, muita coisa (não) foi feita, que talvez revele as limitações de visão de políticos que vivem do curto prazo e a da popularidade epidérmica. Mais do que os professores, os médicos têm bastante mercado no sector privado, que paga melhor porque se faz pagar melhor, seja pelos particulares, seja pelo Estado. Por isso. atrair ou manter médicos nom SNS é mesmo uma questão pura e dura de mais dinheiro. Com os professores, há sempre aqueles rodeios e mesmo dentro da classe quem ache que deve “colaborar” e proponha tirar a uns para dar a outros (isto antes de inverterem marcha, quando percebem que a coisa é menos popular do que parecia de início, pois quem entra na carreira já não é assim tão novo e até sabe ver além do imediato).

No fim de semana, contavam-me que a proposta para fazer regressar professores aposentados era garantir-lhes mais 50% de remuneração em cima da aposentação, mas que o actual PM achou muito e mandou reduzir o eventual adicional para 25%, o que revela até que ponto não entendem que não é com mais 300 ou 400 euros que se apanha gente mais do que cansada e farta de disparates. Porque os que estão com o “sistema”, plenos de créditos horários e escassos de alunos, não precisam aposentar-se. Uma coisa curiosa, por exemplo, é que quem tanto está contra quem beneficia da mobilidade por doença, nem dá um pio sobre a gestão dos créditos horários a partir das direcções. Pudera… isso bate-lhes à porta…

3 opiniões sobre “2ª Feira

  1. Os políticos gostam de popularidade epidérmica,
    sim.
    Viram os Sophia (prémios, na rtp2, no sábado passado) ?
    Então batam palmas ao Sr Ministro da Cultura, pois a Sophia deve ter dado uns bons tombos na tumba!
    Os políticos também vivem de corte de arrebanhados.
    1.Desde quando um país com uma cultura tão rica como a nossa precisa de fazer uma cópia rasca dos óscares?
    2. Porque disseram eles, por várias vezes, _” estamos aqui a fazer uma grande festança?”. Só deles, ninguém conhece os filmes que fizeram.
    3. Porque apareceu um tipo a dizer para baterem palmas ao ministro da cultura? E ainda insistiu…
    4.Porque apareceu outro a dizer que eles viviam exclusivamente de subsídios do estado e que achava pouco, mas era melhor que nenhum!
    5.Porque apareceram mais dois ou três a dizer boa noite a todas, a todos e a todes? Até parece que o todos não inclui todos os 32 géneros que existem!
    Portanto há assim uns tipos especializados em bajular e outros sem grande cultura que dão festarolas para serem bajulados.
    Os especialistas em bajulação são-no já de compulsão genética. São famílias especialíssimas.
    Mas pagar a professores, dar-lhes condições de trabalho e de respeito, isso está quietinho!
    E no entanto todos vêem que produzem milhares de vidas inteiras de preparação para a vida.
    Quanto aos médicos, também todos vêem que evitam uma ou outra morte!
    Mas o bom político é aquele que é popular e que sabe manter as respectivas cortes domadas e em festança permanente!

    Liked by 2 people

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.