Não É Tão Giro?

Pessoas que criticam exames ou quaisquer provas de avaliação externa, rankings ou o que seja que promova “a competição e seriação dos alunos”, depois a festejarem de forma bem pública as vitórias desportivas ou os feitos académicos da sua descendência, exibindo medalhas, diplomas, prémios, etc. Não é tão curioso quando a crítica à lógica da cultura dos “vencedores e vencidos” só funciona em geral, caindo pela base quando os vencedores são os da casa? Estas semanas – como todas as de finais de ano lectivo ou de campeonatos ou de outros tipo de iniciativas em que há quem ganhe algo e por isso seja melhor do que a concorrência – têm sido ricas nesta variante de hipocrisia, que se mascara de orgulho e exaltação dos feitos próprios, quando se leva o resto do tempo a criticar isso mesmo. em geral, claro.

2 opiniões sobre “Não É Tão Giro?

  1. Porque este nivelamento por baixo que se pretende daqueles que frequentam a escola pública apenas pode ter os desígnios completos com os obreiros a verem a prole tornar-se a nova elite. Porque eles sabem que em terra de cegos quem tem olho é rei.

    Liked by 2 people

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.