Secção “Polémicas De Verão”

Fundador da Prozis contra o aborto: Milhão tem “recursos ilimitados” e considera-se “meio burro”

“Se eu tivesse uma filha que fosse violada, ou a minha mulher fosse violada, eu tentaria falar com ela e cuidava dessa criança. Não consigo sacrificar um inocente pelos crimes de um criminoso. Já falei com a minha mulher sobre isso, mas não me lembro do que ela disse.”

Prozis organizava festas privadas com cabras anãs e Castelo Branco a rebolar na palha

Luciana Abreu e Carolina Patrocínio sofrem pressão por causa de polémica com CEO da Prozis

(…) também Joana Amaral Dias está a sofrer pressão por uma tomada de posição. Esta terça-feira, 28, a comentadora de televisão, fez uma publicidade à marca e houve quem não gostou. “Joaninha, tu que és tão defensora das causas e das mulheres, ainda estás em parceria com a Prozis!? Ou só defendes causas e direitos quando lhe convém!?”

Miguel Milhão: “Não preciso de Portugal e não preciso da Prozis”

Miguel Milhão esclareceu a sua posição sobre o aborto e assumiu ser “incancelável”, acusando ainda os influencers que estão a desistir das parcerias de hipocrisia.

Depois de se assumir contra o aborto, Miguel Milhão, o fundador da Prozis (uma das maiores marcas de nutrição desportiva da Europa), vê agora várias figuras publicas, que faziam publicidade aos seus produtos, abandonarem a marca. Entre elas estão Jessica Athayde, Marta Melro, Diana Monteiro ou Rita Belinha (repórter da RTP). “Acaba hoje [terça-feira] a minha colaboração com a Prozis. E continua hoje e sempre o meu posicionamento público ao lado das mulheres, dos seus direitos e da sua saúde. E todas as vozes vão ser necessárias neste momento tão grave em que o mundo regride à frente dos nossos olhos”, escreveu Jessica Athayde.

6 opiniões sobre “Secção “Polémicas De Verão”

  1. Bom, o Milhão tem direito à sua opinião, as figuras públicas (?) às suas e a Amaral Dias a negociar com quem quiser.

    Não vejo mal nenhum nisso. Porém, já o vejo nas tentativas de cancelamento que umas pseudo-figuras públicas tentam fazer a quem delas discorda.

    Gostar

      1. Eu percebi o alcance do “post”, bem claro logo no título, mas “apeteceu-me” bater numa tendência cada vez maior: a do cancelamento de tudo e de todos que discordam de uma minoria das redes antissociais.

        Gostar

    1. O Milhão se fosse esperto estava era calado.
      A questão é quantas empresas nos USA recebem 18 milhões para andaram a contratar cabras anãs e figuras estranhas para andarem a rolar na palha…e sabes os PEDs também comem os neurónios.
      Como o dono da Prozis foi vitaminado com €18,5 milhões de fundos públicos – Vida – SÁBADO
      https://www.sabado.pt/vida/detalhe/como-o-dono-da-prozis-foi-vitaminado-com-185-milhoes-de-fundos-publicos

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.