3 opiniões sobre “5ª Feira

  1. Espero que também aqui consiga desconstruir o deslumbramento tecnológico que assolou a tutela, ignorando toda a investigação recente sobre os malefícios do exagero de ecrã no quotidiano das crianças e jovens. A acrescentar a este desvario, os manuais digitais, duplo lucro para as editoras, pois muitos pais compram-nos para compensar… Lá está, a “igualdade” mascarada.
    A tecnologia é apenas uma ferramenta, nada mais.

    Gostar

  2. PADDE não PODE !!!
    “O Ministério da Educação marcou uma reunião com as Escolas para o dia 18 de Julho em Amarante, o que coincide com o dia da formação e essa é a razão porque tivemos de adiar esta Ação de Curta Duração.
    Pedimos desculpa pelo inconveniente, mas fomos hoje surpreendidos por esta informação de última hora e a participação da direção das escolas é essencial para o sucesso do evento.”
    APC – AÇÃO de PROPAGANDA em CURSO

    Gostar

  3. Algo que me chateia há muito tempo… Porque é que as actividades extra-curriculares (projectos e clubes) têm, maioritariamente, de estar sujeitas a directrizes vindas do ministério da enducação, ou de outros ministérios (plano nacional de leitura, de cinema, da prevenção rodoviária, da pancada no namoro(?) (Sade anda cá abaixo), de promoção da literacia financeira e de mil outras literacias…
    E a resposta correcta é: para que uns burocratazecos inúteis em órgãos centrais dos vários ministérios em Lisboa possam mostrar trabalho à custa do trabalho dos professores, enquanto coçam os … ou a … e se inteiram dos saldos ou planeiam as férias.
    Actividades criativas como jardinagem, caligrafia, escultura, pintura, mecânica,etc, capazes de despertar vocações de “makers” (toma lá buzzword, que é fino) parece terem cada vez menos oferta.
    Eu pessoalmente gostaria de dinamizar um club multidisciplinar “Trofim Lysenko”, aliando Genetica, Agricultura e História, dedicado à divulgação das ideias do grande cientista soviético, e cujas actividades incluiriam reprodução de famosas experiências e a simulação de tribunais populares para condenar ao exílio e à morte, in absencia, cientistas portugueses vivos a trabalhar actualmente e centros de investigação, defensores da perigosa corrente darwinista.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.