Há Dias Em Que Concordo Muito Com O Pacheco Pereira

Sinal da idade… E não é por ser 1 de Abril. Não usaria o termo “pide”, mesmo com aspas, mas o resto está lá (quase) tudo.

Este é um artigo inútil. Nada do que aqui está, seja o que escrevi, seja o que “acontece” no que escrevi, muda alguma coisa. Se não achasse que é minimizar uma das figuras mais criativas da literatura, Dom Quixote de la Mancha, o Cavaleiro da Triste Figura, podia usar a classificação comum de “quixotesco”. Mais: não só não muda nada, como vai ser cada vez pior. As mais poderosas forças do mundo, boas, semiboas, más e muito más, vão todas no mesmo sentido e sem controlo. O controlo é do domínio da pura ficção. Quem quer usá-las usa e infelizmente há muita gente a querer usá-las, a começar por aqueles que deviam ter consciência dos seus riscos. Há pouca coisa realmente mais apocalíptica nos dias de hoje do que isto. O que é “isto”?

(…)

Depois, vêm os dados do almoço e do jantar, o que comeu, com quantas pessoas comeu. Uma é suspeito, duas é ainda mais suspeito, três começa a conspiração. A seguir chegam os dados da farmácia e, mais importante ainda, da Via Verde. Onde entrou e onde saiu, quanto tempo demorou. Parou numa área de serviço para ter um encontro, ou para entregar sub-repticiamente um pacote? Acede-se então às câmaras de vigilância. Saiu no Porto, será que a Rua Sá de Miranda onde “tudo arde” é no Porto? Bom, há ali umas instalações universitárias, e perto está o Jardim da Arca de Água e, como ele comprou o Ambientalista Céptico, será que vai envenenar os patos? O “pide” toma nota para posterior investigação. E por aí adiante.

A questão é simples: se houver uma deriva autoritária (e em muitos aspectos estas tecnologias “empurram” para essas derivas), o “pide” moderno não precisa de qualquer lei especial, só acesso. O “pide” lastima-se mentalmente pelo facto de os humanos ainda não terem chips como os cães e passa em revista os mil e um argumentos de eficácia que justificariam os chips. O problema é que os cidadãos comuns também cedem ao comodismo e à facilidade de andarem com a ficha médica e o número fiscal metido no corpo.

15 opiniões sobre “Há Dias Em Que Concordo Muito Com O Pacheco Pereira

  1. Eheheheh
    Por acaso tinha acabado de ler o mesmo artigo há poucos minutos e tive uma reação idêntica à tua, Paulo. Achei engraçado.
    Aproveito para te agradecer mais uma vez a ajuda que tens dado aos professores. Penso que todos o sabemos reconhecer.
    Obrigado Paulo.

    Liked by 4 people

  2. Só li o transcrito… mas o assunto suscita: E a escola, não está a ajudar o big brother? Não está a tornar a vida dos “Winston Smith” mais real e difícil? Já o ME é quase o Ministério da Verdade!

    Gostar

  3. Por uma razão simples: ele “pensa” nos temas de que vai falar ou escrever. Ao contrário de quase todos os outros.

    Gostar

  4. O problema é que não há forma de nos defendermos, somente podemos mitigar: “…, não há defesa possível”.

    Gostar

  5. Erasmo

    Escritos históricos (na voz de algumas pessoas que dizem tratar de coisas que já passaram e que não interessam) e premonitórios…PERTÍSSIMO DE SI!!!

    George Orwell publicou em 1949: Nineteen Eighty-Four (1984)

    O Grande Irmão.
    Criado(a) por George Orwell

    Descrição ficcional
    Nome original Big Brother
    Sexo Masculino
    Origem Superestado da Oceânia
    Espécie Humano
    Ocupação Líder da Oceânia
    Amigo(s) O’Brien
    Inimigo(s) Emmanuel Goldstein
    Winston Smith
    Aparições
    Série(s) 1984

    Primeira aparição 1984

    Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Grande_Irm%C3%A3o

    Albert Einstein escreveu, numa carta enviada a Otto Juliusburger – psiquiatra alemão e amigo do físico – a 11 de abril de 1946, que acreditava que “a abominável deterioração dos padrões éticos decorre principalmente da mecanização e da despersonalização das nossas vidas – um desastroso produto da ciência e da tecnologia. Nostra culpa!”.
    Fonte: https://poligrafo.sapo.pt/fact-check/einstein-previu-que-a-tecnologia-ia-criar-uma-geracao-de-idiotas

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.