Só Beatiful People Consegue Fazer Cenas Fixes Internacionais

A direção justifica as viagens, “aprovadas em orçamento”, com a necessidade de “internacionalização” da Raríssimas, fundamental para partilhar “políticas de apoio aos doentes raros e identificação das doenças raras”. E defende as faturas de roupas (mais de 800 euros no El Corte Inglés) assim: “Para o exercício da função de representação institucional da Instituição, é essencial uma imagem adequada da sua representante”.

Eis, de acordo com a lógica em causa, a minha proposta para os corpos sociais da instituição.

Não sei se são raríssimas… eu pelo menos achei-as depressa no google.

WomenSecrets

A Teia Adensa-se

E a coisa não deve ficar por aqui. Muitas destas instituições  baseiam o seu sucesso nas ligações que estabelecem e na vaidade de quem se quer ver associado a “boas acções”.

Vieira da Silva foi vice-presidente da assembleia geral da Raríssimas

Cargo foi ocupado entre 2013 e 2015, antes de ministro integrar o actual Governo.

Raríssimas. Deputado do PSD aceitou o cargo de vice há duas semanas

Ao i, Ricardo Batista Leite disse nunca ter desconfiado de gestão danosa de Paula Brito Costa, a quem atribuía elevado “capital de confiança”

shit-hitting-the-fan

Ricos Pobrezinhos!

Haverá justificação para deixar com problemas nem que seja uma pessoa ou família com milhões guardados nos bancos?

Cáritas de Lisboa retém 2,4 milhões de euros no banco

Direcção da instituição justifica almofada financeira com necessidade de acautelar o agravamento da crise económica e social. Ministério Público instaurou inquérito com base em denúncia contra dirigentes.

vendilhoes_do_templo