E Os Outros?

Pelo que se pode ler no blogue do Arlindo, irão regressar às escolas 547 dos cerca de 2100 docentes em mobilidade em serviços de outros ministérios. Mas parece que ainda não saíram as listas que me motivam maior curiosidade, as da malta dos fretes e das negociações. E não estou só a falar de sindicatos mais ou menos amigos, mais amarelos, rosados, alaranjados, lilases ou vermelhões. Falo daquela malta que aproveita a mobilidade para andar a fazer pela vidinha, a dar formações e a fazer manuais. Ainda me lembro que quando tive equiparação a bolseiro, não podia ter outros rendimentos. O que tinha alguma lógica.

E Acaba Por Impor-se Uma Nova Série “Phosga-se”

Porque aquilo que a Ana Silva tem recolhido em grupos do Fbook de pais/encarregados de educação, até com uma aparente formação académica acima da média, é de bradar aos céus, em nome de um pseudo-libertarismo que não aceitam em outras matérias. Neste caso é equiparar o uso de máscara como forma de bullying. E apresentar termos de responsabilidade para as direcções das escolas e agrupamentos assinarem.

As Progressões Na Carreira São Quando O IGeFE Quiser

As que teriam efeitos a 1 de Junho ainda não devem ser pagas em Setembro porque o IGeFE não dá ordem. Deve ser esta a parte “automática” das progressões que nem com o tempo minguado da “recuperação” faseada acontecem. Ahhh… e tal, a crise… e há quem nem tenha salário e mais não sei o quê, que quem tem um ordenado é um “privilegiado”, a menos que compre uma EP ou faça likes nos textos das manas mortáguas ou ache que o deputado silva é um porfírio da epistemologia. Já sei, já sei…falta-me aquele espírito missionário que tanto caracteriza os nossos governantes. Ou um manifesto qualquer para que as progressões sejam opcionais.

TAP Privada 3, Escola Pública Digital, 1

São as contas, tão demagógicas como quaisquer cálculos centénicos ou pós-centénicos, quando se percebe que uma empresa vendida, dizia-se, para fazer receita para o Estado, só produz mais e mais despesa, três vezes superior num só ano (1,200 M€) do que todo o dinheiro anunciado para a “Escola Digital” (400 M€). Só falta aparecerem os economistas geniais a explicar que uma coisa é uma one-off ou coisas assim, quando já sabemos que são as vezes que eles bem contrataram.

BArtsimpson

A Sério?

Se o pessoal que está a gravar “lições” para nova telescola vai receber horas extraordinárias (como ouvi por aí, só a título de exemplo, em relação a uma certa escola muito costista, depois de ter sido muito rodriguista), o que recebe quem esteve dias inteiros ao computador em tele-trabalho a sério ou que anda na pausa pascal em reuniões consecutivas?

Reparem… não acho mal que recebam… pelo contrário, acho muito bem. Não venham é certas almas depois para o facebook dar lições de moral aos outros sobre ética no trabalho durante a pausa lectiva.

Não entrou na série “Phosga-se!” porque ainda espero informações adicionais. E confesso estar ansioso por ver a inovação no conteúdo e forma. Prá aprender.

Surprise

Continuo A Achar Inaceitável…

… que organizações sindicais cobrem aos seus sócios dezenas de euros por acções de formação. Não sou pagante de quotas de nenhuma, portanto não estou a queixar-me em causa própria. Mas acho uma indecência, por muitos “custos administrativos” que aleguem. Afinal, para que servem os pagamentos mensais? Sofrível apoio jurídico e parcerias com agências de viagens? Só assim podem pagar aos formadores? E se esses formadores forem também associados ou parecido?

O mundo cada vez mais é dos expertos.

Monty