Enganei-me Em Toda A Escala, Confesso!

Esperava que pelo menos um d@s secretários de Estado da área da Educação (aquilo do Desporto é um feudo quase inexpugnável com o qual não me meto com previsões) viesse do eixo Gaia-Porto-Braga. Na volta continua a bússola educativa muito sulista. Num dos casos, tenho desculpa, pois a secretária nova é daqueles nomes que nem escavacando todo o baú dos nomes possíveis me ocorreria (mas já deveria estar prevenido com a que saiu). Quanto ao velho secretário que fica, sempre pensei que quereria poisos mais distantes. É verdade que ali no fim da campanha, espreitando alguns murais do fbook, se via uma espécie de “ondinha” por parte de quem receia que o que foi “conquistado” possa vir a ser “perdido” ou “desbaratado”. Ficando o pai do reformismo flexibilizador está garantido que a corte continuará mais ou menos imutável e que é desta que entramos com tudo na pedagogia dos anos 70 e 80 do século XX. Quanto ao resto, nada devemos esperar do que se desejava em matéria de administração escolar. A municipalização atropelará toda e qualquer pretensão de autonomia e as negociatas com consultores e grupos de estudos continuarão com nulo controle e muita “oferta de formação” para o 54, 55 e coisas assim que metam grelhas e monitorização pelos ímpares. Há quem goste… pois tem algo a ganhar com a manutenção do modelo hierárquico de gestão. E quanto a preocupações, há com tudo menos com a destruição da carreira docente. As “lideranças” tornaram-se numa década correias de transmissão, na generalidade dos casos. Com as indicações da dgae, quem está tem mais mandato e meio para fazer a festa antes de sair e, depois, a nova geração já virá formatada para o novo modelo.

Resta saber se – com o apoio do Bloco e do PCP – o Secundário se tornará um prolongamento patusco do Básico, sem exames e, quiçá, com provas de aferição para a malta se rir muito e depois as Universidades ficarem com as mãos livres para fazerem uma selecção com muito menos regulação externa do que agora.

Paz às nossas almas!

RIP

(logo eu que cresci em terra de videntes e cartomantes que deu, por exemplo, o mais famoso oráculo de belline nacional, rapaz que se pode dizer da minha geração)

A Leitura Do Despacho De Inquérito Do Processo-Crime Com O NUIPC 661/17.1TELSB…

… impressiona mais pela pequenez de muitas das figuras envolvidas e pela forma como colocam as suas vaidades pessoais acima de qualquer interesse público ou institucional do que propriamente pelas artimanhas de políticos de ocasião. Assim como impressiona a facilidade como um grupo de pequenos meliantes consegue introduzir-se em instalações militares e roubar armamento. O epifenómeno político é apenas uma cereja estragada em cima e um “bolo” podre até aos alicerces. E dá para perceber que o “bolo” é um reflexo do país e de como é governado, desde a escala micro-institucional, por cliques de habilidosos.

O topo e a base da hierarquia reflectem-se na sua mediocridade.

Scream

Quem Se Mete Com O PS…

… se não leva é “dissolvido”. A ameaça passa dos corpos sociais da Ordem dos Enfermeiros para o sindicato dos motoristas que mantém greves. Que ameaça terá sido feita a outros para meterem a viola no saco? Que os mandariam de volta para as escolas cumprir a missão que tanto dizem adorar?

E ainda há inteligentes que dizem que o exercício do direito à greve não está em risco.

Ministério Público pede dissolução do sindicato de matérias perigosas por causa de Pardal Henriques

censura

(porque isto das leis serem interpretadas literalmente ou não depende muito de quem tem os cordelinhos da forca na mão…)

A Ver Se Percebo…

… vão proibir a publicidade a produtos que fazem parte do que é fornecido à generalidade dos alunos do 1º ciclo pelas escolas e muitos outros que só mesmo um fundamentalismo desenfreado pode considerar nocivos para a saúde como seja o leite simples (ver categoria 5 da tabela adiante)? A tabela oficial é um completo delírio (mas com chancela internacional de prestígio na OMS) e não se percebe exactamente se o problema é a saúde física ou mental que está em causa.

Ainda alguém se lembra desta fabulosa campanha?