Boa Noite

Um filme que serve de prequela distante (passa-se entre meados dos anos 6o e inícios dos anos 70) a’Os Sopranos, com a personagem de Tony Soprano a surgir em criança e adolescente, num plano que começa lá atrás e começa a chegar-se à frente com o avançar do filme. Interpretação assombrosa, na aparente simplicidade, de Michael Gandolfini como um Tony teenager que não quer saber dos negócios manhosos da família, com todos os tiques e maneirismos do pai. Também aparecem, entre outros, os inconfundíveis Paulie e Silvio, em recriações que deveriam merecer um Óscar imediato para quem fez o casting e a caracterização.