Que Espanto!

Iriam lá estragar a vidinha pós-executiva com coisas “éticas”!

Sanções para ex-governantes são do tempo de Cavaco e ninguém as quis mudar

Entretanto, a gestão de proximidade continua pujante.

Presidente da Câmara de Espinho detido pela PJ

E não me venham dizer que é “populismo”apontar estes casos. Falta de vergonha é querer que passem em claro.

Eu Gostava Que O Mérito Docente Fosse Recompensado Assim

Imagem colhida no mural do Mário Pureza. São os prémios pagos em meados de 2018, noticiados então pelo Sol, entre outros órgãos de comunicação social, e até confirmados pelo selectivo Polígrafo. Agora imaginem que aquilo não estava falido. E já lá encontramos Alexandra Reis a embolsar mais de 42.000 euros com o seu cargo de “gestora de compras/aquisições” ou do aprovisionamento, só que em inglês que fica mais fino. Deve ser por isto – e por outros meandros – que há bocado o Medina se fartou de elogiar para as televisões o currículo profissional da senhora, que deve ser ótima em compras. Se pensarmos nos resultados da TAP em 2018, assim como em 2019, ainda tudo isto resulta mais obsceno.

Oeiras, Odivelas, Mafra

Só esta semana, juntando-se a Montalegre. Juntando ao resto, penso que até o presidente Marcelo considerará que começam a ser números elevados. Afinal, só temos uns 300 concelhos e pelo menos dois destes são dos graúdos. E até temos uma ex-secretária de Estado da Educação e tudo. Mas… tudo bem… devemos confiar e deixá-los ainda a gerir a Educação e a Saúde.

Não há juntas médicas para isto? Tipo tratamento da cleptomania autárquica?

Outros Abusos

Quer-me parecer que estes “pareceres” sob encomenda são mais para as aparências. No fundo, este, como o Pizarro e o marido da mulher de “César” o que pretendem é ter um pé lá dentro, para poderem sacar tudo o que é possível para fora, enquanto minguam as “margens orçamentais” para a larga maioria.

Empresa detida pelo pai de Pedro Nuno Santos e pelo próprio fez um contrato público. Lei prevê demissão. Ministro defende-se com parecer da Procuradoria sobre lei anterior.

Eu Assumo Que Toda A Gente É Honesta, Que Não Há Cunhas Ou Amiguismos, Mas A Realidade É… Digamos… “Desafiante”

A informação foi avançada pela CNN Portugal, que refere que o alvo da operação conduzida pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da PJ é o secretário-geral da PCM, David Xavier, estando em causa suspeitas de corrupção e outros crimes associados à violação de regras de contratação pública a empresas privadas, de bens e serviços para o Governo.

A estação televisiva acrescentou que as buscas estão a decorrer em gabinetes ministeriais, mas também a residências.

A Pocilga

E ninguém ainda divulgou quanto o comentador Medina embolsou à conta da TVI? O “sistema” está podre e com esta maioria neste estado, com mais quatro anos pela frente, vai ser um fartote de esmifrar e encobrir. E na CML, com muitas conivências à mistura.

Portugal continua a saque, mas a culpa é dos professores que alegadamente estão velhos, mas sãos como maçãs de Alcobaça acabadinhas de apanhar.

Será que a culpa disto ainda é da troika?

Em poucos meses, Figueiredo saiu da TVI, criou uma empresa e recebeu uma adjudicação relâmpago – sem contrato escrito – do mesmo autarca que contratara para ser comentador no canal. Diz à SÁBADO que foi ele a propor a ideia a Medina, mas a CML registou no portal Base que houve uma Consulta Prévia ao mercado.

O ministério das Finanças confirma que o antigo diretor de informação da TVI vai auferir um salário bruto superior a 5800 euros para a função de consultor de políticas públicas. O valor previamente noticiado era de 4767 euros, o vencimento base para um ministro.

A Olho Nu

Nunca fomos grande coisa, mas está a entranhar-se fundo, fundo, mesmo em áreas onde antes havia alguma “imunidade”.

Desde 2012 que Portugal oscilava entre os 63 e os 62 pontos, depois de em 2018 ter chegado à sua melhor pontuação, com 64 pontos. Em ano de pandemia, Portugal caiu para a sua pior posição na última década.

Num ano marcado pelo combate à pandemia, não só não se registaram melhorias no combate à corrupção em Portugal, como os níveis de percepção da corrupção passaram a ser os piores de sempre no sector público português, conclui o índice da Transparência Internacional. De acordo com os dados de 2020 a que o PÚBLICO teve acesso, Portugal perdeu três lugares, e caiu do 30.º para o 33.º lugar, ficando “bastante abaixo dos valores médios da Europa ocidental e da União Europeia” (…)