Leituras Para O Início De Agosto

Não, não vou reler o livro do SE Costa, porque agora está no PNL. Chegou-me a primeira demão.

Não fazendo parte dos que anualmente fazem romaria (mais) a sul no primeiro fim de semana de Agosto e estando muito reticente a fazer férias cá dentro com os indígenas que nos supermercados oscilam entre nos olhar com um ódio imenso só por existirmos (um dia conto-vos a história da senhora “de risco” que me baptizou no regresso a um IKEA) e nos voltam a quase deitar o bafo no pescoço na fila do pagamento, tamanha a pressa que parecem ter, tenho desculpa para acrescentar umas aquisições às estantes e umas leituras ao currículo.

Encomendado logo que possível, já comecei o A Propósito de Nada do Woody Allen, que teve bastantes problemas em publicar a sua autobiografia por causa dos salpicos grossos das suas disputas com a Mia Farrow. As primeiras dezenas de páginas valem desde já o investimento, em especial quando ele explica a impossibilidade de ter complexo de Édipo. Ainda menos de meio, uma boa surpresa, adquirido  por um impulso de curiosidade com os efeitos da k-pop: Diary of a Murderer, de Kim Young-Ha é uma deliciosa digressão sobre a velhice de um assassino retirado do activo há 25 anos que começa a ter Alzheimer.

A terminar, com algum desapontamento e algum custo, O Desaparecimento de Stephanie Mailer parece-me carente da novidade e interesse dos livros anteriores de Joel Dicker, em particular do que o fez mundialmente famoso (A Verdade sobre o caso Harry Québert). Tanto esperei pela edição de bolso francesa, que comprei a tradução portuguesa e acho que podia ter ocupado o tempo de melhor forma. O editor deveria tê-lo encorajado a escrever menos uma centena de páginas. No mínimo.

Para uma semana mais desocupada de Agosto, o policial O Discípulo de Hjorth e Rosenfeldt, a ver se é tão satisfatório quanto o primeiro volume da série (lido com proveito no Verão passado, já agora) com o profiler Sebastian Bergman.

De banda desenhada, está em espera o Roughneck do Jeff Lemire.

Em dúvida, comprado há uma semana a dois euritos para assinalar o regresso a um alfarrabista, Pas de larmes por Mao de Niu-Niu. Quer-me parecer que é capaz de ir para a estante por enquanto e não sei até quando.

IMG_2991

 

Um Brinde Ao Desconfinamento

Acaba por ser uma mistura entre prenda de anos ainda no trimestre certo e uma muito apropriada oferta para comemorar uma mudança de poiso. Os meus agradecimentos públicos, alfabetizando a ordem, à Ana, Cláudia, Carla, Dora, Helena, Inácia, Maria de Deus e Silvina. Livros já tenho muitos. Coisas doces e líquidas, desaparecem com rapidez, pelo que se festeja o reabastecimento. Acrescendo ainda o bom gosto do nome dos produtores.

(e não me venham os gajos dizer que é bebida de senhoras, que eu não quero saber… que estou agora mesmo a degustar um moscatel da cooperativa de Alijó…)

 

Coisas Boas (E Outras Assim-Assim)

Parte da recolha feita nos últimos tempos pelo Livresco.

Alunos do Cartaxo recebem computadores para ensino à distância

Os computadores são cedidos às famílias, a título de empréstimo, pelo período de três meses.

Borba: Município entregou 120 computadores aos alunos do agrupamento de escolas

O Município de Borba, em nota, refere que “adquiriu 120 computadores e 60 equipamentos de acesso à internet, no âmbito do projeto “Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar”, para empréstimo aos alunos carenciados que, de acordo com o levantamento efetuado pelo Agrupamento de Escolas, não dispõem dos referidos equipamentos”.

Autarquia de Vendas Novas entrega 250 viseiras ao Agrupamento de Escolas

Lagos | Executivo da Câmara Municipal iniciou Entrega de Equipamento informático aos Agrupamentos Escolares

Silves entrega tablets a alunos

Nani oferece 50 computadores portáteis a agrupamento de Escolas da Amadora

Braga. DSTgroup doa 50 computadores e internet a alunos carenciados do agrupamento Sá de Miranda

Braga. Bostik doou 15 computadores portáteis ao agrupamento Sá de Miranda

thumbs-up