Bolhas De Sabão

De que adianta andarmos a explicar tudo o mais alguma coisa, se basta olhar para fora e ver o que se passa além portões? Se o civismo já teve dias e foram poucos? Hoje, até passar comida pela vedação, máscara descaída, vi uma mamã entregar. Nas escolas dos maiores, é como se fosse manhã/tarde de rave. Se tudo pode acabar bem? Depende. Só espero que a má sorte não seja cega.

A “Nota Informativa” da DGEstE Não Chegou?

Em comunicado divulgado ao princípio da noite desta segunda-feira, o Ministério da Educação esclarece que “decidiu solicitar serviços mínimos atendendo a que o alargamento dos períodos de greve ao mês de julho põe em causa necessidades sociais impreteríveis, como sejam a conclusão do processo de exames e o consequente acesso ao ensino superior por parte dos alunos”.

Minimos

(isso não se aplica ao Básico… e, há agora, quantos serão suficientes para serem considerados “mínimos”?)

Estava a Faltar Recuperarem Isto, Com A Ajuda de Alguns “Canais de Comunicação”

Não usando os salários reais para termo de comparação mas os nominais e não considerarem a carga fiscal. E usando um tempo de carreira (15 anos) em que ninguém está no escalão (4º) em que deveria. Achem-me um professor nesse escalão com esses 15 anos de serviço e eu pago-lhes uma rodada de moscatel roxo de produção aqui da freguesia.

Realmente, voltámos de cabeça aos tempos de Sócrates/MLR/Gualter. Não é por acaso que muito do “pessoal político” é o mesmo. Em algumas redacções recebe-se o dossier e reproduz-se forma acrítica:

Mais dinheiro para progressões? Professores portugueses estão entre os mais bem pagos da OCDE

Isto tornou-se mesmo feio, com a baixeza das tácticas a voltar ao nível de 2008. Só falta mesmo descobrirmos mais uns quantos avençados à moda do velho Câmara Corporativa.

Alcatrao