4ª Feira

Dois já parecem estar despachados. A Alexandra no Ribatejo e o Tiago no Minho. Falta o João. Até pode ser que seja em Lisboa ou Setúbal, mas a minha crença é que, mesmo eleito, só parará além-Pirenéus.zandinga

Plural Majestático Ausente?

Eu tinha quatro anitos, não me lembro muito bem…

“Aquela final de 1969 foi especial, fintou a ditadura e marcou muitos golos. No campo ganhou o Benfica, mas fora dele quem ganhou foi cada um de nós. Sabíamos, em Coimbra e em todo o país, que algo ali tinha começado”, disse Tiago Brandão Rodrigues durante a sessão evocativa da final da Taça de Portugal da época 1968/69 que decorreu na Tribuna do Estádio Nacional.

Este ex-jovem promissor, já realidade da política nacional mainstream, deixa-me sempre a salivar por mais lugares-comuns.METiago

 

 

(não é o não ter estado lá, literalmente, é mesmo todo o resto…)

 

 

Um Verdadeiro Milagre!

Um vazio no ME não é coisa rara, mas quatro anos de lugares-comuns talvez seja um recorde. Tiago Brandão Rodrigues calado é um poeta e ensaísta numa só pessoa. Mas uma coisa em concedo-lhe: este ano o sucesso deve atingir em alguns pontos do país os 103%.

O que não deixa de ser curioso é que TBR só pareça dar entrevistas com tretas destas em Espanha… será porque fala naturalmente um portunhol refinado? Ou será porque o programa é naturalmente satírico?

TBR