5ª Feira

De quem é a responsabilidade – se é que há – por manter algum decoro no espaço envolvente das escolas, em matéria de regras básicas de “contacto social”? E é bom que se note que não me estou a referir à “dimensão dos afectos”, mas apenas ao decoro mínimo exigível nas circunstâncias actuais. Porque quem está nos portões diz que o que se passa é “fora” e se alguém diz algo quanto aos ajuntamentos ainda as coisas acabam mal.

Já?

Eu sei que o calendário escolar alemão começa mais cedo, mas…

Setenta alunos da Escola Alemã de quarentena em casa devido a um contágio

Recolhimento dos alunos de três turmas as suas habitações foi decidido pela sugerido [sic] pela delegada de saúde.

Atendendo a que a causa é apenas um aluno, questiono-me se, caso algo parecido venha a acontecer numa escola pública, a celeridade e “intensidade” da reacção das autoridades sanitárias serão similares.

Quem Se Oferece Para “Ponto Focal”?

Todos estes documentos são feitos na perspectiva do que deve ser feito e baseiam-se no princípio de que as regras mais básicas (ou outras) serão cumpridas. Mas… e todas aquelas milhentas situações que eu sou capaz de imaginar e sobre as quais não vejo uma palavrinha ou frase nos Planos de Contingência?

#sócrioprobelmas