Uma Boa Posição Para Fazer Algo De Muito Útil Pela Vidinha, Desculpem, Pela Classe Docente

Lambe botas

(porque não há como amar tanto a docência que uma pessoa se sacrifica ao ponto de a deixar para os outros… mas sempre com espírito de “missão”, seja-se coordenador de estabelecimento de comes e bebes ou subdirector para as questões da transcendência administrativa imanente)

Comunidade Youtube – #Estudo Em Casa

Professores convidados a disponibilizarem as suas aulas em plataforma universal

O #EstudoEmCasa chega ao YouTube através de 5 novos canais, com aulas para crianças e jovens da Educação Pré-escolar ao ensino secundário.

Num momento em que as atividades letivas presenciais estão suspensas, multiplica-se a oferta de conteúdos pedagógicos, para lá da resposta via televisão concebida para os alunos do ensino básico, a qual será formalmente apresentada amanhã, quarta-feira.

Resultado da parceria entre o Ministério da Educação, YouTube e Thumb Media, é criada uma plataforma assente no YouTube, que permite que os professores disponibilizem as suas aulas, possibilitando que elas fiquem acessíveis à comunidade educativa alargada.

(…)

No YouTube os canais poderão ser encontrados fazendo a pesquisa por “DGE #EstudoEmCasa”, ou nos seguintes links:

Pré-Escolar: https://www.youtube.com/channel/UChcfiTs4sqjwRS6fzaxKyog
1.º Ciclo: https://www.youtube.com/channel/UCTzWCFMxJ4wWmWlh-Gzewfg
2.º Ciclo: https://www.youtube.com/channel/UCyhocJbYZIOehpISd7yyNqQ/
3.º Ciclo: https://www.youtube.com/channel/UCmweZLU2OEU-FOBtLBLJ84w/
Secundário: https://www.youtube.com/channel/UCJdh52Zkf0u0qvYOfCWd3gg

Estes canais irão também incorporar os conteúdos que vão passar na televisão, para que fiquem acessíveis (on-demand ou de forma individualizada) sempre que professores e alunos precisarem.

Ora bem… eu já fui ver e… já conhecia o endereço dos vídeos da Khan Academy.

Quanto a outras coisas… ficarei feliz se os meus alunos forem ver algumas destas aulas profundamente “inovadoras” irão dar (ainda) mais valor às deste velho e arcaico professor, se me permitem a presunção. Não é tão mau quanto as webinars da DGE, mas… Às vezes há coisas que, nem obrigado, um tipo se deve prestar a fazer. Não há xalente que justifique.

pop corn

 

 

O Shôr Primeiro-Ministro É Um Pândego!

“O ano lectivo não acabou”, avisou, no entanto, o primeiro-ministro. A última fase do ano lectivo vai decorrer na íntegra e terminar “com avaliação”. “Mesmo à distância, a avaliação vai existir e os docentes vão ter em conta o conjunto do percurso educativo dos alunos”, garante António Costa. E podem continuar a chumbar.

Se é para levar a sério, vai haver chumbadela da grossa, porque a uns ainda apanhávamos nos corredores. Agora vai ser o estouro da passarada. Não haverá teams que @s agarrem. Ou classrooms que os cativem.

Laughing2

Phosga-se! – Série “Pré-Escolar”

E agora o documento que me fez rir mais desde o início disto tudo… é um documento da DGE com um Exemplo de Planificação de Atividades para a Educação Pré-Escolar. Não me fez rir por existir, mas porque, em boa parte, assume que os pais das crianças são absolutamente ineptos com as mesmas em casa.

Repare-se no que é proposto nas “rotinas diárias”:

Solicitar a colaboração da criança para preparar as refeições, pôr e levantar a mesa, arrumar a loiça depois de lavada.

Fazer a cama; varrer o chão; limpar o pó, etc.

A hora das refeições e de ir deitar à noite devem ser estabelecidas e cumpridas o mais possível para estabilidade da criança.

Mas há mais, como a “hora do conto”:

Após o almoço, se a criança necessitar de dormir uma sesta, deve fazê-lo e a história pode ser contada antes de dormir.

Se a criança não tem necessidade de dormir a sesta, podem escolher um espaço cómodo, calmo e tranquilo da casa para a hora do conto.

A história pode ser lida ou contada pelo adulto, contada pela criança ou pelos dois.

Quando terminar de ler a história, converse com a criança sobre o que ouviu e observou, e deixe-a folhear o livro e recontar a história.

Deixar a criança folhear o livro e conversar com ela sobre o que viram.

Escolher diferentes livros, em suporte de papel ou digital com histórias, contos tradicionais, poesias, rimas, adivinhas, lengalengas, etc.

E ao fim do dia:

Diariamente, reserve um tempo para fazer a avaliação do que fizeram, do que a criança mais gostou, do que não gostou e o que gostaria de fazer.

Também é importante reservar diariamente um espaço para a criança fazer o que no momento lhe apetecer, sem qualquer plano.

Mas quase todo o documento é assim e, depois de muitos anos a queixar-me que as indicações para o resto da escolaridade tendiam para a infantilização dos alunos, percebo que os especialistas da DGE assumem que esse é o estado da própria parentalidade nacional.

Ok… não vou negar que realmente observo situações que o indiciam, mas não esperava que o ME demonstrasse de forma tão clara que acha que as famílias não sabem, pura e simplesmente, o que fazer com a petizada em casa.

Anexo: Planificacao_Educacao_Pre_Escolar (o original chegou em .doc, mas preferi publicá-lo assim).

attention-span-of-typically-growing-children