Há Dias Assim

Posso discordar dele em muita coisa, mas também em muitas ocasiões posso perceber o raciocínio. Mas o artigo de hoje no Público do João Miguel Tavares, dando a entender que há mais infecções e contágios “nas ruas” entre jovem, porque as escolas estáo fechadas é demasiado mau, das premissas à “demonstração”, absolutamente desligada de qualquer base empírica ou nexo causal. Deram-se as infecções em que jovens, de que idade, de que ano de escolaridade e aconteceram em que contexto? Só a partir daí se poderia erguer uma qualquer teorização válida, mas JMT prefere disparar na direcção habitual, aquela que parece dar “créditos” permanentes junto de uma certa tertúlia urbana de pensamento fixo. E se estes jovens até forem daqueles que têm escolas abertas ou que, quando as tinham, mal punham lá os pés?

Por acaso, tenho uma filha adolescente (está entre as que voltaram, bem como a mãe, que lecciona 12º ano) e bem vejo o que se passa à porta de algumas escolas secundárias da tal “grande Lisboa”. O JMT já se deu ao trabalho de passar por lá e analisar o modo como está a ser retomada a “socialização” junto aos portões? Acha bem, mais ou menos ou nem por isso?

Beavis and Butthead

Mas, Mas, Mas…

Como é que diz agora o que não disse antes? Isto parece uma clara inversão de sentido, mesmo que me venham dizer que esteve sempre tudo previsto… e há outras questões que ficam claramente em aberto

Estudantes do profissional vão ter exames regionais para entrar no superior

Alunos fazem teste na instituição mais próxima de casa e podem candidatar-se a todas as instituições da região. Três consórcios, no Norte, Centro e Sul, vão fazer as provas específicas da nova modalidade de acesso às licenciaturas.

UTurn

(que consórcios? como foram escolhidos? como são definidos os parâmetros para tais testes?)

Diz A Senhora Que Disse Que As Máscaras Não Adiantavam Nada, Muito Pelo Contrário?

E que ficou chateada porque a filha teve de ficar os netos (dela, Graça Freitas) em casa?

DGS diz que não há motivos para pais impedirem filhos de irem à escola

Voltar às aulas “com toda a confiança”, desde que todos mantenham esforços para usar barreiras físicas e desde que se cumpra o distanciamento social: é a mensagem que Graça Freitas faz questão de deixar.

coice-da-jumenta

E Quando Já Se Pensa Que O Dia Não Pode Ter Mais Patarequices…

… eis que, depois do aperto de mão ao PM, o ministro-cientista surge com mais uma das pérolas da sua notável colecção. Parece que foi na TVI, algo tomada de assalto pelo governo por estes dias (já começo a desconfiar da falha na ligação de ontem), à hora de nos causar má digestão. Ainda bem que nem vi em directo.

TiagoExames

Uóte?

Some doctors moving away from ventilators for virus patients

NEW YORK (AP) — As health officials around the world push to get more ventilators to treat coronavirus patients, some doctors are moving away from using the breathing machines when they can.

The reason: Some hospitals have reported unusually high death rates for coronavirus patients on ventilators, and some doctors worry that the machines could be harming certain patients.

The evolving treatments highlight the fact that doctors are still learning the best way to manage a virus that emerged only months ago. They are relying on anecdotal, real-time data amid a crush of patients and shortages of basic supplies.

crazy donald

Phosga-se! Série 2

Agora já vale um pouco tudo. Uma solução é colocar os mais pequenitos a ver a RTP 2 e os desenhos animados (desde os tempos do Speedy Gonzalez e do Coyote a levar sempre com as explosões e os pedregulhos que os acho muito educativos e lições sérias sobre o triunfo do Bem sobre o Mal) e relacioná-los com os conteúdos do 1º ciclo (e pré-escolar). O que as educadoras e professores (e educadores e professores) têm perdido ao longo destes anos…

Senhores(as) Diretores(as) / Presidentes de CAP:

Vários operadores de comunicação e produtores de conteúdos têm-se mostrado disponíveis para a difusão de conteúdos educativos. Enquanto se preparam outros instrumentos, a RTP 2, enquanto serviço público de televisão, e a Rádio Miúdos, que tem já uma tradição de parceria com as escolas começaram a disponibilizar as suas grelhas semanais.

Este forma de comunicação permite, no caso dos canais em sinal aberto, é mais um instrumento para se conseguir chegar a todos os alunos.

Trata-se, neste momento, de um conjunto de programas com diferentes fins, mas que entendemos poder ser útil divulgar, já que podem ser articulados com a planificação feita sobretudo pelos professores da educação pré-escolar e do primeiro ciclo.

Em anexo, enviamos as duas grelhas para esta semana. As seguintes irão sendo colocadas na página de apoio às escolas.

Com os melhores cumprimentos

Maria Manuela Pastor Faria

Diretora-Geral dos Estabelecimentos Escolares

A sério que o mail traz em anexo as grelhas de programação com a sua ligação ao nível de ensino adequado.

RTP2