Nunca Duvidei Que Daria Em Nada

Até porque cedo observei a complacência com quem “cromo” ligado a certos interesses “corporativos” tratava a questão, como se a “investigação” não passasse de uma mosca chata que mais tarde ou mais cedo faleceria de cansaço.

COLÉGIOS GPS: MP ADMITE NÃO HAVER FUNDAMENTOS PARA JULGAR ARGUIDOS POR PECULATO

“Matéria Insindicável”

Confesso que a última novidade em matéria de indeferimento de reclamações relativas à add foi ler que não podia ser dado provimento a uma reclamação por ter a SADD considerado que era “matéria insindicável”.

Ora… sendo verdade que o termo não é raro no jargão jurídico, não me parece que a simples enunciação disso seja suficiente como justificação de um indeferimento (não provimento) de uma reclamação. Aliás, cheira-me a que há por aqui uma espécie de aconselhamento em relação à resposta a dar às reclamações, pois parece que a presidente da SADD em causa considera “ilegal” todo e qualquer provimento de reclamações que não entrem numa classificação muito restrita do que ela considera “enganos”. E ao que parece até denunciou colegas director@s à ige por terem dado provimento ao que ela – olhando de longe – considera ser “ilegal”.

Estamos verdadeiramente entregues à bicharada.

Tod@s Botam Faladura…

… sobre o que deve ser um bom professor (ou professora). Hoje é a economista Peralta, que tem sido cooptada para coisas giras e interessantes como o Global Teacher Prize. O quanto eu gostaria, em vez de a saber em cerimónias, de a ver numa sala de aula do 2º ou 3º ciclo durante um mês, a demonstrar na prática a sua bondade ou, quiçá mesmo, excelência docente.

Para quando um qualquer algoritmo ou fórmula econométrica para recrutar bons decisores políticos ou cortesãos mediáticos menos oportunistas?

Olhem-me Este Cromo!

A apontar o dedo, logo ele, um homem impoluto em matéria de pós-verdade.

Albino Almeida aponta o dedo à “desinformação” nas redes sociais, onde, diz, é possível “mentir sem que haja edição” e sem que os destinatários saibam qual a origem da informação.

Claro Que Não! Como As Rosas, Eles Aparecem-lhe No Regaço!

Pedro Adão e Silva explicou que vai suspender o vínculo ao ISCTE para se dedicar a tempo inteiro às tarefas de comissário executivo das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril. E revelou que já não é militante do PS

(e também vai prescindir das avenças mediáticas?)

Da Mais Absoluta Desfaçatez

Ou do triunfo dos suínos betos na quinta do PS. O operacional engomadinho não tem qualquer competência científica ou política para a função, mas tem imenso “perfil”.

E que não me venham com a conversa da “inveja”, que não colhe mesmo.

O Conselho de Ministros nomeou o comentador ligado ao PS para presidir à Comissão Executiva das comemorações da revolução democrática, que vão durar até ao final de 2026. A nomeação e as condições de que o comentador vai usufruir estão a causar polémica.

Será Por Ser “Representante” Útil?

Não deve ser por estar em risco de dar aulas.

Nesse caso, para quando a vacina do papá Confap, organização virtuosa que, ainda no final da semana, se apresentou parecer negativo quanto à redução da dimensão das turmas na Comissão de Educação do Parlamento?

Diretor de Escola de Cinfães vacinado contra a Covid-19 sem se conhecer critérios para o efeito

Uma Questão De “Prevalência”

O ministro Tiago foi prestar esclarecimentos ao povo pelas 20.15, mas em matéria televisiva só a RTP3 lhe deu antena. Nada de novo, o nervoso miudinho a descompor-lhe ali o canto do sobrolho direito, palavras em rajadas quase em parar, um esforço imenso para dar a entender que isto só é assim porque a “prevalência” do bicho inglês estragou o belíssimo trabalho que ele acha que tem sido feito em grande parte por si mesmo. Há momentos em que quase tenho pena das figuras em que este pessoal se coloca. Não há mordomias ou futuras portas abertas (ainda acaba em “reitor”?) que compensem este tipo de prestações. Ou melhor, há para quem valha, mas somos de estirpes muito diferentes.

(o secretário, claro, anda em modo stealth…)