Da Completa Irrelevância

Resumo da fase inicial da conferência de imprensa (não me apetece continuar a ouvir a enésima repetição do mesmo).

  • Serão reforçadas medidas de contenção.
  • Os encerramentos (escolas, museus) só se justificam com base em decisões das autoridades de saúde.

A ministra diz que amanhã serão tomadas decisões com base “nisto” que é, no fundo, um absoluto vazio de substância.

A senhora da horta afirma que não se devem tomar medidas “desproporcionadas” e interroga-se acerca de quem poderia ficar com “estes meninos” se as escolas fechassem. As escolas serão encerradas “casuísticamente”. Tudo com base na “evidência científica” e a “situação epidemiológica”.

Ou seja… a escola como armazém de crianças e maior instituição assistencial do país.

Se foi para esta vacuidade, a reunião foi inútil e o Conselho Nacional de Saúde Pública é apenas mais um daqueles organismos que polvilham o nosso aparelho de Estado para nada.

bollocks-bollocks-and-more-fucking-bollocks

Os Coreógrafos Do Regime

Não é bem por ordem cronológica, mas talvez seja pela ilógica.

  • O Bloco e o PCP defendem a descida do IVA da electricidade, pois esta deve ser considerada como “bem essencial”.
  • O PS diz que é uma irresponsabilidade orçamental, apesar do magnífico superavit.
  • O Bloco e o PSP dizem que o PS não tem maioria absoluta e deve negociar.
  • O PS faz uma proposta de descida diferenciada que sabe ser ilegal de acordo com as directivas comunitárias.
  • O PSD faz uma proposta de alteração ao OE que contempla a descida do IVA da electricidade para 6%.
  • O Bloco e o PCP dão a entender que poderão apoiar esta medida.
  • O PS diz que é uma irresponsabilidade orçamental, apesar do magnífico superavit.
  • O PSD diz que faz propostas de redução de outras despesas (como os chamados “consumos intermédios” dos gabinetes ministeriais) para compensar esta descida, apesar do magnífico superavit.
  • O PSD diz que, se chumbarem essas propostas de compensação da despesa, não avança com a da redução do IVA.
  • O Bloco e o PCP., por abstenção ou voto contra, inviabilizam parte dessas propostas.
  • O PSD deve retirar a proposta de redução do IVA da electricidade.
  • O IVA da electricidade vai manter-se nos 23% como no início de todo este processo (com o paralelo anúncio de algumas “esquerdas” que o governo cedeu em qualquer outra coisa que eles queriam).

Sou só eu a achar que isto faz lembrar, em versão ainda mais apalhaçada, a questão da recuperação integral do tempo de serviço dos docentes?

E que tudo isto não passa de uma enorme encenação em que o PS faz o que quer e os outros fingem que fazem qualquer coisa de diferente?

clown

Há Mistérios Insondáveis…

… mas não será propriamente o Daniel Oliveira fazer que sabe de Educação para entrevistar Alexandra Leitão, a desaparecida secretária de Estado ao longo da maioria deste ano lectivo. Mas o DO é agora uma espécie de eminência parda mediática para todos os meios de comunicação.

Nem o facto de alguém que usa o ensino privado, por dar “mais oportunidades”, aparecer a dar lições sobre o civismo a ter no público.

E, pensando bem, nem aquela coisa estranha que foi há um par de meses, ligar-me uma alegada jornalista (não reconheci o nome) a dizer que era de uma conhecida revista nacional, dizendo que iria fazer uma  peça sobre esta mesma governante, pedindo-me a opinião sobre o seu desempenho na altura da disputa sobre o tempo de serviço, e nada ter aparecido a esse respeito, nem o nome da alegada jornalista na ficha técnica da revista em causa.

Se era uma espécie de sondagem para saberem o que eu (e outros) penso da senhora basta lerem o que escrevo, pois não é meu hábito fazer comentários em off. Ou dizer coisas que não assuma. E o que acho é que o actual ME é um menino de coro em termos políticos comparados com os seus secretários (ou secretária, neste caso). Que sabem aparecer e desaparecer conforme as circunstância e fazer um habilidoso trabalho de bastidores, enquanto o testa de ferro faz figuras tristes de leitor de guiões.

Se a senhora almeja ser ministra? Seria apenas mais um acidente na pasta. E poderia, já agora, levar para lá o deputado Silva, Porfírio de sua graça, que já merece motorista e carro às ordens. E passeios lá por fora.

TimeTiago

Os Adultos É Que São Um Grande Problema, Pa(i)zinho!

E que tal se ensinassem regras base de civismo à descendência? Caso consigam ou saibam, claro…

Cidadania também se ensina às crianças

Jorge Ascensão, presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais, fala sobre a forma como se devem tratar os problemas nas escolas, dos espaços partilhados, nomeadamente a qualidade e a higiene nos WC.

Mad doctor

Não Há Circo, Sem Ursos (Por Muito Que Custe Ao PAN)

Agradeço ao Livresco o envio destes e muito mais links com reacções, análises e comentários sobre a trapalhada a que assistimos na última semana e meia, que acresce  meses e anos de palhaçada contínua. Na generalidade dos casos nem vale a pena tecer qualquer tipo de consideração sobre o que é dito ou escrito (nem sequer sobre aquele vídeo do JMFernandes, de que felizmente não acho o link, a quem umas bengaladas retóricas até fariam bem, para ver se atina com o que significa “justiça”). Fica apenas o registo, assim a modos que actualização “informativa”.

Crise política acabou. Direita e PS chumbam lei dos professores

Crise dos professores. Quem ganhou e quem perdeu

Contagem integral do tempo dos professores? Rui Rio diz que “é possível” mas “nem tudo em dinheiro”

Crise dos professores: Será que Presidente Marcelo vai quebrar longo silêncio depois da votação?

Sem contas públicas certas, “lá se iria o nosso salário”, diz Mário Nogueira

Costa compara professores e técnicos superiores e defende carreiras mais atrativas no Estado

A Federação Nacional da Educação promete não baixar os braços

ardina