Vídeo-Conferências? Aulas Em Directo?

Sim, não me importo nada, desde que a Altice (não posso falar pela NOS ou Vodafone, mas estou a pensar nisso) não continue a prestar um serviço à moda dos tempos dos incêndios. Mais gente em casa e a ligação, em especial de manhã, vai abaixo a cada 2-3 minutos. O país real é uma coisa, as belas mentes uma outra. O problema do século XXI é que chega a muitos sítios com um irritante delay.

phone-ringing-gif-6

(peço perdão por estar a colocar um problema do século XIX a soluções geniais para o século XXII)

 

The Shopping News

Já estando meio baralhado com dias de alerta, emergência quase ou emergência mesmo, hoje foi dia de ir, qual explorador intrépido, voltar a fazer compras na selva, quero dizer, no supermercado. Não me senti Tarzan, porque a Cheeta cá em casa mia, e o dito cujo já vivia na selva, pelo que não tinha de sair de casa para ir à procura de mantimentos. Para além de que está frescote para sair de casa em modo de tanga e a Humanidade já enfrenta uma calamidade, não precisa de outra.

Mas a grande novidade do dia é que: já há de novo papel higiénico à venda. Em várias modalidades, embora escasseie mais o de folha simples, aquele que, enfim, não ajuda muito a manobra digital. A mim qualquer folha dupla – tripla em caso de crise – me chega e fiquei fornecido com uma dúzia, mais os que já existiam em inventário. Parece que o pessoal percebeu que não se ia borrar todo ou que aquilo, para máscaras, deixa muito a desejar.

Outra coisa que também passou a haver sem grandes carências são as minhas bem amadas verduras e tubérculos, pois quem me conhece sabe que sem uma salada todos os meses, não me sinto o mesmo. Nabos, cenouras, alfaces, repolho, courgettes (não escrevo zuchinis porque pode dar azar), batata, cebolas, couve-flor, espargos, uma fartura depois de toda a gente ter enchido as arcas de frescos congelados. O mesmo com a fruta, incluindo os tomates.

Quanto à clientela, se soubermos escolher a hora adequada, está escassa, pois já gastou o dinheiro quase todo do mês e apesar de estar mais gente em casa, a verdade é que há limites para empilhar comida. Continuamos a ter quem ande perdido por ali (raios, hoje era eu à procura dos ovos), quem guarde 5 metros de distância na caixa (a senhora diante de mim) e quem pense que se andar a correr o vírus não pega.

Em circunstâncias normais, este jornal sairá duas vezes por semana, pois até postinhas de pescada congelada para a Cheeta se conseguiu arranjar, pelo que ela está a lamber-se cuidadosamente, enquanto espreita um intermitente raio de sol.

Compras

O Que Seria A Última Semana Do Período (E Pode Vir A Ser Do Ano) Começa Hoje

Por isso, lembrem-se que já seriam poucas as aulas cheias de sumo e substância, pois é o tempo de entregar as últimas fichas e trabalhos, de fazer as sacramentais auto-avaliações e de tanta outra actividade extra-curricular. Tudo enquanto se procurava o tempo possível para a papelada e plataformas relacionadas com a avaliação do período. Tudo coisas que ainda temos, em grau diverso, de preparar. Portanto, deixem lá a petizada descansar um pouco. Muitos encarregados de educação não.professores, ao fim de uma semana já começam a perceber um pouco das coisas e não vale a pena irritá-los mais.

MAD

Sábado – Dia 3 Em Emergência

Já com migração para o Educare:

É sábado? Já é sábado? Podemos, portanto, fazer uma pequena pausa e ignorar as sugestões disparatadas que chegam com escassa identificação dos serviços ministeriais e as demonstrações de enorme sapiência digital de alguns colegas nas redes sociais?

(continua…)

diario

Minhas Senhoras…

… por favor, eu sei que estou a ir contra as questões da igualdade de género e a reforçar estereótipos, mas não mandem maridos, namorados, pais, filhos, etc, sem experiência em aquisição de mercearias aos supermercados. Em tempos em que há filas para entrar e o espaço e o tempo contam, a existência de um grupo de baratas tontas a circular entre as prateleiras, secções de frescos e frios, etc, sem saber muito bem o que querem, em que quantidade, como se paga uma conta e a perguntar tudo e nada aos funcionários, é uma calamidade dentro de outra calamidade.O mesmo é válido para senhoras of a certain age ou divas de idade incerta que se vêem na necessidade de descer ao quotidiano das pessoas comuns. A sério, a civilização, tal como a conhecemos, está em risco.

Mais depressa atingimos o ponto de inflexão da contaminação do que el@s aprendem o mínimo dos mínimos.

Muit’agradecido.

Idiot

8 Rolos De Papel Higiénico E 3 De Papel De Cozinha

Mais um quilo de farinha (já aberto), outro de açúcar, esta ou aquela garrafa de azeite, seis lata de comida para a gata (podem fazer falta numa emergência, até são gourmet). Água da torneira e meia dúzia de garrafas de vinhos de castas decentes. Vodka para desinfectar. Não sei se dá para aguentar até ao fim do mundo mas, com sinceridade, se vem aí o apocalipse prefiro gastar dinheiro em outras coisas.

PapelHig