Tem A Sua Graça

Pessoal incomodado por ver publicados documentos sem identificação de autoria ou sequer de que escola são, mas nada preocupado em recorrer a aplicações e redes sociais para formar grupos sem qualquer incómodo com as regras do RPGD (ou do bom senso), achando que podem ser desenvolvidas todas e quaisquer práticas de “partilha”. Sem sequer se interrogar se a idade dos alunos choca frontalmente com o recurso a certas “ferramentas” que ainda há pouco se vilipendiavam. Pessoal muito preocupado com uns despachos e umas portarias e nada com outr@s, incluindo leis e decretos. Se há coisa que não há entre nós é “pânico moral” como diz o outro do post mais abaixo, existe é uma evidente “crise moral” e ética (nem vale a pena falar da imensa hipocrisia) e não é de agora, Porque há quem, após provar o seu “poderzinho”, tende logo a ficar apanhado pela volúpia que ele transmite ao nível do “poder de mando”.

Napoleão Minion

 

Ainda Há Uns Resquícios De Decoro

Mas não tenhamos muita esperança. Afinal ainda há 93 a votarem a favor, o que é sintomático da deriva do PS para uma espécie de neo-socratismo, com uma tentativa de dominar isto tudo em modo light e o PCP a servir de muleta aos dias pares, o Bloco nos dias ímpares e o PAN e a Joacine aos domingos. Este era (é?) um caso praticamente nos limites de tudo o que se pode conceber.

Vitalino Canas falha eleição para Tribunal Constitucional. Correia de Campos também não é reeleito para o CES

O socialista Vitalino Canas não conseguiu sequer todos os votos do grupo parlamentar do PS – teve 93 votos a favor (e 96 votos brancos) e há 108 deputados do PS. Votações exigiam dois terços de votos a favor, ou seja, 146.

Cowbell

(como terão votado os porfírios?)

Há Sempre Um Misto Desagradável De Sensação Evidente De Impunidade E De Nos Quererem Fazer Passar Por Estúpidos

Até porque este é o mesmo senhor dos sms com o Rangel.

Como é possível que com as responsabilidades que tinha, a criatura use este tipo de argumentação para as suas práticas? MAs lá que se deve safar, não me admira muito.

Ex-presidente da Relação garante que agiu de boa-fé

(…)

O jornal Público avançou que Luís Vaz das Neves tem uma empresa que, em 2018, faturou 190 mil euros por arbitragem de conflitos.
.
O Conselho sustenta que o actual estatuto dos juízes não permite acumular uma atividade remunerada com o que recebe como juiz desembargador jubilado.
.
À RTP o magistrado garante que agiu de boa-fé, mas que respeitará a decisão que for proferida.
Mentira

Postal Aos Pseudo-“Novos”

(que em muitos casos estão longe de o ser… tomara que fossem, como eu já fui, mas sem a parte da inveja e da pequenez de vistas…)

A quem anda por aí a fazer o frete ao ME de desunir ainda mais os professores com base na idade e nos escalões salariais, abrindo caminho para o aplainamento da mesma, gostaria de perguntar se achariam justo que se voltasse a pagar com base no grau académico actual ou de ingresso inicial na carreira. Ou que, por exemplo, fossemos escavar a habilitação de muita gente para os grupos de docência que leccionam. Porque podemos sempre arranjar “injustiças”, bastando a forma de olhar para as coisas.

Segundo o Cipolla, na sua terceira “lei” sobre o assunto, a estupidez define-se por se causar mal a outrem sem se ganhar nada com isso.

É estúpido aquele que causa danos a um outro indivíduo ou um grupo de indivíduos, ao mesmo tempo em que não retira de sua ação nenhum benefício para si mesmo, podendo inclusive incorrer em prejuízos.

Já agora:

The Third Basic Law assumes, although it does not state it explicitly, that human beings fall into four basic categories: the helpless, the intelligent, the bandit and the stupid. It will be easily recognized by the perspicacious reader that these four categories correspond to the four areas I, H, S, B, of the basic graph (see below).

stupidficipolla

Versão brasileira.

CIPOLA2

É o que me fazem lembrar aqueles que para lixarem terceiros, no curto prazo, acabam por hipotecar o seu futuro. A menos que… o seu futuro não esteja onde parece. Ou não se trate propriamente de estupidez.

Preocupem-se em reformar ou “flexibilizar” o modelo de gestão. Ou em defender a “autonomia” das escolas perante a municipalização. Ou, se não for pedir muito, que revejam os vossos conceitos de “tolerância”, “inclusão” e “cidadania”.

 

O Elogio Da Ilegalidade

De um dos delfins de MLR (Pedro Adão e Silva) não me espanta nada o elogio do desrespeito pelo direito à greve. O mesmo se passa com um dos alegados pensadores da direita educadora (Alexandre Homem Cristo). E não me espantou que se juntassem ao Marques, Mentes nesta romaria de panegíricos.

A minha relação pessoal com o Manuel Esperança é escassa, mas foi sempre cordial. Por isso, custa-me tanto que ele tenha cedido à deriva napoleónica como que, à saída, os seus principais defensores sejam deste calibre. Posso discordar dele, mas acho que merecia melhor do que esta tropa fandanga.

Já agora, só um por”menor”… a “obra” de quem se considera professor deve ser o seu trabalho com os alunos em sala de aula. Sem isso, lamento, qualquer legado será sempre coisa menor.

WTF1

 

Máquinas De Lavar

Pinto da Costa suspeito de fraude e lavagem de dinheiro

Luís Filipe Vieira investigado por fraude fiscal e lavagem de dinheiro

Venezuela: Dias Loureiro e António Vitorino sob suspeita

E, subitamente, parece que alguém quer que a coisa não se estenda por aí acima.

«Acabaram as investigações a políticos». Ordens da PGR limitam actuação do Ministério Público

Scream

 

A Marechala

É engraçado como ainda há quem ache que esta senhora era vagamente sincera naquelas declarações de outrora e não uma mera operacional de interesses que ela não compreendia ao chegar, mas abraçou logo que viu que ainda poderia ter meia vida de carreira pela frente.

Fez-se eleger reitora sem avaliação porque era “burocrática” e lá no exército dela, afinal, chega quase toda a gente a “general” num instante. Basta um contrato à maneira com os ex-colegas de governo.

ISCTE acelera acordo e coloca metade dos professores no topo da carreira

MLR avalia

%d bloggers like this: