As Minhas Séries

Duas primeiras temporadas muito bem imaginadas e escritas. A partir daí, o problema de querer esticar aquilo que teve sucesso. Deixei de ver na 4ª temporada, quando os saltos na vida das personagens já começavam a perder sentido e tornar tudo muito parecido a uma série onde tudo tem de estar muito explicadinho.

As Minhas Séries

A evolução foi interessante, acompanhando as mudanças dos anos 60 no visual, por exemplo, de vários secundários, mas as primeiras duas temporadas são as que deixam a “marca”.

(reparei que já lá vão 100 séries de televisão e ainda nem escavei a última década como deve ser… mesmo só passando um par de horas a ver tv ao fim do dia, vou acumulando uma grande colecção…)