A Net Pelo País

Os meus arquivos de papelada e jornais hão-de servir para alguma coisa. Estas páginas são da edição de 29 de Outubro do CManhã e mostram como é desigual a cobertura e velocidade da banda larga pelo país, entre operadoras, concelhos, etc. Só para que se perceba que este é um factor que explica porque nem todos chegam à Fórmula 1, não por falta de capacidade individual mas porque, como com o Pedro Lamy, o carro não dá mesmo mais. E não chegava ir no “cone de aspiração” dos Williams, McLaren ou Ferrari.

(eu tenho azar, no meu concelho, a operadora que tinha quase o exclusivo até há pouco tempo, era de longe a pior… e notava-se…)

Isto é colocar problemas às “soluções” ou alertar para a realidade, para que as “soluções” não venham “bugadas”, como dizem a jubentudi?

IMG_2601

Injustiça? Desigualdade?

Talvez… mas eu acho que eles estão bem na Madeira, nós é que estamos mal. E, em conformidade, acho que devemos lutar pelo mesmo e não criticar quem conseguiu aquilo a que tem direito. Há uma fina (?) linha que defende a luta por conseguir o melhor para todos e a lógica do “se eu não tenho, tu também não”.

Despacho garante 100% no acesso ao 5.º e 7.º escalão

Madeira