Não, A Tecnologia Até Pode Tornar O Quotidiano Mais Asfixiante

Quando temos gente que acha que devem descarregar grelhas de monitorização para preencher a qualquer hora, de qualquer dia, que não consegue perceber o que são procedimentos redundantes ou que apenas querem “brilhar” na sua add com malabarismos e piruetas digitais sem grande substância, a tecnologia é apenas mais um factor de pressão sobre a maioria dos docentes.

Stress e burnout nos professores: A tecnologia pode ser a solução?

O que o sonso ministro e muitos dos seus apaniguados não querem perceber (ou acabam por culpabilizar os professores por assim estarem) é isto:

Perto de 90% dos professores admitem sentir stress no trabalho. Esta é a realidade portuguesa no setor da Educação, demonstrada pelo relatório da Comissão Europeia Professores na Europa – Carreiras, Desenvolvimento e Bem-estar, que coloca Portugal como o país da Europa com os níveis mais altos de stress associados à profissão.

Este é o resultado da acção conjugada dos últimos 20 anos de gestão dos recursos humanos docentes na Educação, desde o que não conseguiu fazer, passando pela que fez e pelo que se aproveitou disso, mais o nulo que quase nada reverteu e aquele que se revelou um triste herdeiro da tal que abriu quase todas as portas ao desmando e arbítrio.

Que se lixem os que alinham por trincheiras partidárias na análise. Não há inocentes em todos os arcos da governação nas últimas duas décadas. Por acção ou inacção, todos partilham a responsabilidade e que tenham decoro quando dizem que “não adianta estar agora à procura de culpados”. Adianta, para que não nos apareçam, de repente, de novo, como se soubessem a solução para isto, quando não a praticaram.

E não nos esqueçamos que há quem agora esteja de fora, mas antes tenha estado por dentro do “sistema”. Porque não é por andarem por aí uns transviados do psd e cds em novas agremiações que me faz esquecer por onde andaram em invernos passados.

Fim De Semana É Fim De Semana

Mensagem recebida ontem. Pelos vistos, a manifestação deve ter estremecido os servidores. Ou então apanharam a humidade que transbordava do ministro.

Caros colegas, 

Como alguns já devem ter dado conta, o E360 está indisponível.

Não foi disponibilizada qualquer informação por parte da DGEEC sobre o que se passa, nem quando volta ao serviço!

E vai mais um bonequinho, certamente feito por gente inconsciente e que só vai em mentiras.

O E360 Aderiu À Greve

Tem estado o dia todo nisto, o que tem a sua graça, pois nem sumários, nem justificações de faltas, nem lançamento de classificações, nada. Mesmo sem pré-aviso.

Há menos de dois meses foram mais de 120.000 euros (+IVA) para a “Integração do FITescola na plataforma E360”. Que hoje está com este aspecto. Deve ser de alguma cheia nas canalizações.

A transição digital no seu “melhor”.

Só Nas Férias?

E só jogos e vídeos é que provocam problemas?

E já agora… só nos petizes?

Um novo estudo, da Universidade da Califórnia, publicado nesta segunda-feira, aponta para uma correlação entre o tempo que se passa a jogar ou a assistir vídeos online e um comportamento compulsivo.

Manuais Digitais?

Alguém não fez as devidas aprendizagens do período da pandemia. Mas continuam a querer construir a casa, começando pela pintura de uma facha esburacada. Eu sei que parece muito moderno e progressista, tão “século XXI” e tal, mas é colocar a carroça a descer a colina, com os pobre dos burros presos pelo pescoço.

Desmaterializações

Até pode ser uma boa ideia, mas tudo depende do uso que se der à coisa. E nem toda a gente sabe ainda funcionar com isto ou não tem os códigos ou o leitor de cartões. è de uma escola a Norte, que é de onde sopra mais o vento.

No âmbito do nosso PADDE, uma das medidas previstas para o próximo ano letivo é a desmaterialização dos vários documentos que utilizamos diariamente (atas, relatórios, etc..). Para que tal aconteça e que tudo fique legalmente assinado, teremos de recorrer à assinatura digital dos vários intervenientes/responsáveis.
Neste sentido, solicitamos a todos os que ainda não validaram a sua assinatura digital que o façam, aproveitando o momento das férias de verão. Enviamos também um tutorial que poderão consultar como ajuda.
Em setembro, se necessário e para quem precisar, estaremos ao dispor para ajudar.