É Melhor Esperar Reclinado…

… em especial depois de dar uma espécie de carta branca ao Costa para fazer o que entende, desde que não “ceda” a “radicalismos”. Afinal de contas, o excedente orçamental é para gastar em estradas e reposição de stocks em Tancos.

Marcelo espera “caminho de diálogo” entre Governo e professores antes do debate orçamental

MArcelo

(Wer ist Honecker?)

 

Deve Ser Estranho Para Algumas Pessoas…

… abordar certos temas – caso dos concursos, do entortar das regras, dos prazos, etc – como sendo específicos da relação da classe docente com o poder político ou da incompetência técnico-política do ME e não apenas em termos do maniqueísmo esquerda/direita. Ainda verei muita gente a dizer que a MLR foi uma grande ministra e a Leitão uma grande secretária de Estado por serem de “esquerda”, enquanto outr@s serão maus pelo facto de serem de “direita”. Isto não é idiotice, é mais grave. Há quem esteja disponível para agachar-se a tudo em nome da camisola.

Lamento, não consigo ver as coisas assim e perco sempre mais um pouco de respeito (nem que seja cívico) por quem insiste neste tipo de argumentação. Até porque o diãlogo fica entre o muito pobre o impossível.

´Maniqueu

Eu Sei Que O Ministro Tiago É Cientista e Certamente Acredita na Teoria da Relatividade, Mas… Defina-nos Lá O Que Entende Por “Há Pouco Tempo”, Sem Ser Numa Perspectiva Cósmica

O ministro da Educação recordou que “há pouco tempo tivemos anos letivos que se iniciaram em outubro e novembro”, algo que, na visão do governante, foi contrariado.

einstein

(será que o deixam falar nestas coisas, só para outros governantes parecerem menos ineptos?)

(os piores anos foram os dos concursos do david justino e da maria do carmo seabra… mas nenhum deles – e foram maus – chegou vagamente a novembro… isso de as aulas começarem nessa altura acho que ainda o ministro não era nascido…)

Ainda Antes das Listas Que Estarão A Ser Trabalhadas Com Processadores 8088, Há Listas Impugnadas

Processo n.º 1495/18.1BELSB – Procedimentos de massa – Citação de contrainteressados, GR 550 Informática

"Infecting their computers with the Pillage&Plunder Virus just doesn't give the same satisfaction as actually doing it."
“Infecting their computers with the Pillage&Plunder Virus just doesn’t give the same satisfaction as actually doing it.”

Quando Criticam o “Modelo Escolar de Manchester” Podiam Começar Por Aqui (E Não Pelas “Economias de Escala” De Todos Ao Molho e “Sucesso” Por Decreto)

“Micro-Schools” Might Be the Next Big Education Thing: Podcast

It’s way past time that we dump factory-model schools for more individualized K-12 programs.

Ideia

Sobre a ILC

O Luís Braga explica em maior detalhe a situação, que eu resumo da seguinte forma:

  • Após a admissão da ILC os serviços do Parlamento pediram ao Instituto dos Registos e Notariado que verificasse as assinaturas através de uma amostra. De acordo com a amostra analisada, verificou-se que várias pessoas assinaram com o nome incompleto, formatos errados do número de eleitor ou do cartão de cidadão e outros detalhes desse tipo.
  • Perante isso, e com a consciência de que a plataforma do Parlamento tem imensas falhas, foi dado um novo prazo de 90 dias para recolher um número de assinaturas  que substituam as que se consideram inválidas. Embora ainda em discussão, por extrapolação da amostra, serão um pouco mais de 3500. Infelizmente, não se pode proceder a um “aperfeiçoamento” das assinaturas com falhas, sendo necessárias novas assinaturas.
  • O espaço para as assinaturas digitais continua aqui, pedindo-se com alguma veemência que sejam feitas com rigor. Haverá também a possibilidade de recolha em papel por quem o quiser fazer, estando os elementos no post acima referido do ComRegras. Pretende-se ter esta fase concluída até final de Setembro.
  • Sim, isto é uma treta, mas nada que não se resolva.

ILC final

 

Qual O Patamar Abaixo da Mediocridade?

Maldade?

Não é só por Pedrógão e oportunismos do género, mas sim pelo regresso ao pior do que já tivemos de pior, o domínio do aparelho do Estado e afins por uma clique que tem um pudor muito escasso em o usar em proveito próprio e das suas áreas de negócio.

Com os “radicais” pela trela e os laranjinhas completamente esfrangalhados entre vaidades pessoais e ambições balsemânicas de ser o novo ddt, temos uma Situação a degradar-se em ritmo acelerado, embora com a quase garantia de uma vitória se ninguém perceber como tudo isto nos vai levando de novo para o fundo do pântano, mas claro que com “rigor orçamental”.

black hole