Porque Não Pagam Os Ministros da Obras Públicas e o Primeiro-Ministro da Altura?

Até que ponto podemos descer neste tipo de argumentos? Isto não terá entrado já numa de gozo ao nível dos tempos do Sócrates/MLR?

“Ao fazer obra no IP3, estamos a decidir não fazer progressões nas carreiras”

AntCosta

 

30 thoughts on “Porque Não Pagam Os Ministros da Obras Públicas e o Primeiro-Ministro da Altura?

  1. Foi pela força dessa razão que a mulher de costa participou na manifestação de professores.
    Pois é. Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades:

    Gostar

  2. Confesso sentir-me espantada. É descer muito baixo. Referiu 17 mortos em 5 anos, um número desse género. Só faltará especificar que ao pretendermos manter algum tipo de reivindicação estamos a contribuir para o aumento da sinistralidade, coisas desse tipo. É muito baixo …

    Gostar

  3. Já não estamos tão decididos no seguinte: passar uns milhões da educação para as câmaras para estarem mais disponíveis para serem abarbatados por ”boys” ”girls” e caciques do grande centrão; na fiscalização das verbas da UE a forrem os bolsos de muita malta em formações de reiki e mindfulness e flexibilidade, em geral… no combate à corrupção e ao compadrio nas autarquias , que são, ao contrário dos professores, um dos cancros da nossa ditosa pátria!

    Gostar

    1. Nem sabia que havia esse tipo de trabalho, de carro. Devem ser caros os seguros … Mas correndo tudo bem, ainda bem que há ajudas de custo. Uns meses depois, devem ser recompensadoras! Boa!

      Gostar

  4. Então a alternativa era isto, mais do mesmo? Perde-se a eleições e agora, num prato com todos… com todos os que, no passado, foram contra o betão… elege-se o betão! Mais contratos, mais bancos, mais advogados, mais redapagens, mais do mesmo… a mesma festa miluniana!

    Gostar

  5. Sobre a obra na IP3, tenho umas dúvidas …

    1. e cito:

    “Anteriormente, o ministro do Planeamento e das Infraestruturas já tinha explicado que a requalificação do IP3 entre Viseu e Coimbra deveria durar três a quatro anos. Após a intervenção, o tempo de viagem deverá ser reduzido em um terço.”

    Então, se o troço não muda, como tencionam que isto aconteça?

    Depois, pode ser que me passe a neura. E que deixe as dúvidas por aqui.

    Gostar

    1. Pensando bem, é fácil. Se aquilo fosse seguro, não tinha as zonas de limites de velocidade reduzidos como tem.Ok, é apena isso. Mas se tivesse sido bem feito de raiz, nunca teria as zonas a que me refiro. O Governo vai ter pena de perder as multas pois são os locais de eleição para os radares e carros parados. Vão arranjar modo de compensar, não acredito que isto seja assim, acho que é uma medida para calar APENAS os professores e nem sequer os sindicatos. Já viste, Paulo??? Enfim …

      Gostar

    2. 2. cito :

      “será também uma estrada inteligente que passará a ter uma rede Wi-Fi e tecnologia 5G para que gradualmente com a capacidade dos veículos possa ser estabelecido um sistema de comunicação entre a infraestrutura e os veículos e as pessoas possam receber alertas em tempo real.”

      tem a ver com os fogos? Não interessa nada … Mesmo que haja comunicação não vão haver meios, recursos humanos. Não estou a ver que tipo de coisa vão ali fazer para tornar a IP3 numa espécie de autoestrada e ao mesmo tempo resolver o perigo que representa. Vai sair muito mais caro do que este valor e vai certamente implicar aumento de impostos, alguma coisa ou várias. Não é o dinheiro que nos roubam, aos professores, que os safa nesta megalomania. Menos 23 minutos … Em 75 km … vê-se mesmo que estão a enganar quem não conhece o percurso …

      Gostar

  6. Desculpas esfarrapadas.
    Uma vergonha!!!!
    Revoltante !!!! Misturar alhos com bugalhos ???
    Triste mesmo … hoje penso que até a escolha do ” tipo ” ,”perfil ” do ministro foi premeditada ! …
    Interessava não levantar muitas ondas, passar entre os pingos da chuva…
    Mas os professores podem influenciar futuras eleições.
    Vota PS …talvez se lixem.
    É triste e revoltante.

    Gostar

  7. Desculpas esfarrapadas …
    Acho uma vergonha !
    É revoltante. Misturar problemas ? Triste mesmo… hoje penso que até a escolha do ” tipo ” ,”perfil ” do ministro foi premeditada ! …
    Interessava não levantar muitas ondas, passar entre os pingos da chuva…
    Mas os professores podem influenciar as futuras eleições.
    Vota PS …talvez se lixem.
    É triste e revoltante.

    Gostar

  8. Mas o estilo, a ideia, o conceito, a farpa…será muito diferente de “Perdi os professores, mas ganhei a opinião pública”?
    Há ou não há uma ideologia PS contra os professores?
    Há ou não há?
    Essa é a questão!

    Gostar

      1. Há , claro que há! mas as coisas vão mudar. Estes dois partidos do centrão vão cair agarrados um ao outro. Olhem o exemplo de Itália, olhem o exemplo da Grécia, da Espanha, e outros países. Estes dois ex-presidentes de câmara preparam-se para dividir os tachos nas próximas eleições, está à vista de todos!! O que podemos fazer quanto a isso? Talvez um movimento de cidadãos, eu como milhares de porugueses já não acredito nestes partidos, tenho um ódio de estimação ao PS e detesto o PSD, também acredito pouco nos outros 3, só me resta a abstenção ou na esperança que surja um movimento de cidadãos que permita fazer uma limpeza destes parasitas que contaminam as instituições, estes boys nojentos que vivem á pala do estado. Este Costa conseguiu enganar tudo e todos, mas sempre desconfiei desta amigo, era um daqueles que fazia parte do governo Sócrates, quanto a isso está tudo dito. Está na hora de deixar cair este governo, está na hora de PCP e Bloco deixarem de apoiar este PS, que me repugna e me enoja! Quando era jovem ouvia um vizinho meu, retornado de Angola, o homem tinha um ódio de morte ao Mário Soares, na altura tinha dificuldade em compreender donde vinha todo aquela fúria, julguei que nunca chegaria a nutrir esse tipo de sentimentos por ninguém. Engano meu, neste momento os meus sentimentos por este PS e por estes governantes que gerem o país desde o tempo do Sócrates são sentimentos de revolta, fúria e repulsa. Como se pode pedir a um professor que em setembro comece as sua aulas, comece um novo ano letivo com tamanha desispiração? Como se pode pedir aos professores que esqueçam tudo aquilo que se tem passado, que voltem á escola, com 9anos 4 meses e 2 dias limpos do seu tempo de trabalho? E os pais querem professores assim para os seus filhos? Onde estão os pais a manifestarem-se pelo direito a que os seus filhos tenham professores motivados e voluntariosos? E não me venham com a história do privado. Esses colegas estão manietados e têm pouca margem para poderem lutar pelos seus direitos.

        Gostar

    1. Vai desculpar-me, zé, mas não concordo com nada do que escreveu.

      Especialmente:

      -A opção pela abstenção.
      Abstenção? Sabe as consequências da abstenção?

      – A comparação do ódio de morte ao M Soares na questão das ex-colónias ultramarinas.

      Ódio de morte?

      (ainda dizem que a luta de classes acabou e nem ela, bem enquadrada, era baseada em ódios de morte)

      Gostar

      1. F, já sabia que a senhora vinha com a sua conversa de ocasião. Se calhar fui um pouquinho exagerado na forma e no conteúdo, mas admita que já não há pachorra para estes gajos que nos têm governado. Mas a conversa do Mário Soares tem a ver com a descolonização, feita às três pancadas, atraiçoando milhares e milhares de portugueses. O camarada Soares, lembra-se dele? Andava com o Sócrates ao colo. Até o foi visitar na cadeia.

        Gostar

    1. Escola democrática? Onde é que você vive???!!!
      Nas nossas escolas,a democracia está morta e enterrada há muito tempo.
      O ambiente é totalmente salazarento.

      Gostar

  9. – O IP3 é causa de várias mortes;
    – É preciso dinheiro para requalificá-lo;
    – Logo, se a recuperação de tempo envolve dinheiro, os professores serão os responsáveis por novas mortes.
    Que silogismo tão bacoco!!!
    Vergonha de ter tal voz pestilenta a falar em nome dos portugueses!!! Até regorgito!!!

    Gostar

  10. É muito claro por que motivo necessitam de todo e qualquer cêntimo que possam “surripiar”. A “boa gestão” das grandes obras públicas explica a grande dívida da Infraestruturas de Portugal (vide http://expresso.sapo.pt/economia/2018-07-02-A-empresa-publica-mais-endividada-e-a-Infraestruturas-de-Portugal#gs.GpPiBmI). E que mal que eles recebem para a tarefa! Até há quem diga que precisam de ganhar à comissão! Coitados! 🙂

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.