13 thoughts on “Mais Alguém Reparou Na Lógica Da “Escola Mínima”

    1. Na prática, as Aprendizagens Essenciais já funcionavam como se fossem os programas, pelo menos no secundário. Não porque os professores desprezassem os programas, nem mesmo por causa da extensão dos programas (embora isso tenha alguma importância, dada a contracção horária verificada em algumas disciplinas), mas, sobretudo, porque a avaliação externa apenas tinha como objecto as p**** das Aprendizagens Essenciais. Nojento, tudo isto.

      Gostar

  1. Boa tarde.
    Alguém conhece o Despacho que autoriza dias de dispensa por ter corrigido provas de exame?
    Costuma sair todos os anos.
    Obrigada.

    Gostar

  2. Ninguém!
    Nada. Nem imprensa, nem televisões, nem Peraltas, nem pais…
    Nada, népias, nickles.
    Será só por ser Julho? Dúvido.
    Isto bateu no fundo.

    Gostar

  3. Tal qual, RF
    Há 3 anos (acho) que constam no referencial para os exames nacionais de 10º e 11º

    A versão – documento de trabalho – das Aprendizagens Essenciais foi publicada em 2017/2018 e a versão final foi homologada no final desse mesmo ano letivo, tendo gerado confusão com as informações prova do IAVE, daí ter sido mandado um esclarecimento (!), a 7 de Março de 2019, de seu nome Informação Conjunta DGE/IAVE

    As nuances
    Informação-Prova da disciplina XXX em 2016
    A prova tem por referência os Programas de XXX do 10.o e do 11.o anos e permite avaliar …

    Informação-Prova da disciplina XXX em 2020
    A prova tem por referência os documentos curriculares em vigor para os 10.o e 11.o anos (Programas de XXX e Aprendizagens Essenciais) e permite avaliar …

    Informação-Prova da disciplina XXX em 2021
    A prova tem por referência o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória e as Aprendizagens Essenciais de XXX para o 10.o e 11.o anos e permite avaliar …

    Traduzindo…quando mandaram (janeiro de 2021, acho) as informação-prova para julho de 2021, já tinham “apagado” o Programa da disciplina. Achei estranho

    Gostar

    1. Há até casos, por exemplo filosofia, em que o carácter “aberto” do programa levou a que fossem produzidas orientações para a gestão do mesmo para efeitos de avaliação externa, orientações essas que eram até mais minimalistas que as actuais aprendizagens essenciais. Acresce ainda o facto de estas últimas terem introduzido uma efectiva reformulação do programa e não apenas uma redução de conteúdos.

      Gostar

      1. Correctíssimo. No caso de Filosofia, o que as AE promovem é uma visão que, mais do que minimalista, é reducionista do que é a própria Filosofia como ramo do saber e actividade intelectual. O Programa, ora revogado, possibilitava a existência de abordagens teóricas distintas por parte dos docentes. Tal deixou de acontecer com a introdução das AE.

        Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.