Os Pesadelos Burrocráticos

Ou… de pequenin@s é que se grelham @s menin@s.

A ficha que em seguida se apresenta é de um agrupamento de escolas nacional (de que eliminei a identificação, bem como do jardim de infância específico) e destina-se à avaliação dos alunos de 5 anos. Como acontece nestas coisas, terá sido validada por um Conselho Pedagógico formado por professor@s/educador@s. Acredito que alguns dos seus elementos se queixa da burrocracia na sala dos professores. Quando depois isto circula pelos colegas, há quem justamente se arrepie.

O senhor secretário de Estado pode dizer que isto não é para acontecer no pré-escolar e que são péssimas práticas. Concordo. Resta saber se haverá coragem para as exterminar ou reduzir à insignificância de que são monumento feito em papel. Atendendo a que se é assim no pré, nem queiram ver daí por diante.

Anexo: ficha trimestral – 5 anos. Sim são 10 páginas de rigor e não, não me venham dizer que isto é responsabilidade de um@ ministr@ porque não é. É sado-masoquismo puro, embora eu calcule que quem aprovou dificilmente fará parte d@s que terão de preencher isto.

Help

22 thoughts on “Os Pesadelos Burrocráticos

  1. E ainda tem um espaço para observações, pois pode não ficar tudo bem esclarecido no grelhado.

    Torna-se impossível fazer uma coisa destas para uma turma inteira com rigor, muitas das cruzes serão colocadas ao acaso (ou mais ou menos), sendo “fazer muito para pouco valer”.

    Gostar

  2. Esse secretário de Estado é uma nojeira. Só vai descansar quando, com a geringonça que comanda, porque já toda a gente percebeu que é ele que põe o discurso na boca do pretty face, conseguir instalar a bandalheira total nas escolas.
    Vai ser lindo. O idiota já anunciou provas de aferição sem notas, já anunciou que o currículo vai ser para cada um fazer como quer, já anunciou que cada escola faz como quer para melhorar resultados. Agora é o pré-escolar que fica no desnorte. É tudo à balda, tudo à grande. Esquerdalha no melhor. Estávamos com metas claras, com resultados transparentes e com o ensino padronizado, a partir de indicadores exigentes e o ideólogo-mor da 5 de outubro está a fazer tudo ruir.
    O problema não é o Nogueira. Abram bem os olhos e vejam quem é a cabeça por trás do processo de reversão em curso.
    Era preciso ver como é que esse fulano chegou a catedrático. Também há-de ter sido numa carreira de bandalheira.

    Gostar

      1. Eu não brinco, Doutor Guinote. Com metas claras e objectivas, os alunos podem progredir e o ensino é mais justo. Isso é padronização.
        Desafio-o a mostrar-me onde é que eu ofendi. Quem descreve a realidade, não está a ofender.

        Gostar

  3. E então? Todas as profissões têm a sua carga de trabalho burocrático. Não me parece nada de especial face às exigências burocráticas noutras áreas profissionais sinceramente…

    Gostar

  4. Paulo Guinote,
    Não conferi in loco, , mas esta ficha aparenta ser a transcrição de TUDO TUDO TUDO o que estava nas “Metas de Aprendizagem da Educ Pré Escolar”.
    Na realidade se 1 mãe ou 1 pai, às vezes, não consegue “ver” bem o desenvolvimento do seu único filho, como é que 1 educadora conseguirá “ver” 25 crianças, com estas 10 páginas…???
    É de loucos!!!

    Gostar

    1. Paulo Guinote, pelo que julgo saber, inventaram estas Metas de Aprendizagem para tentar interligá-las com as Metas Curriculares dos outros níveis.
      Convidaram uns intelectuais das áreas, de modo a “fixarem” as aprendizagens ideais.
      A Isabel Lopes da Silva tratou da Formação Pessoal e Social, e os outros convidados trataram da parte a Matemática, Dança, Teatro, Linguagem…… etc etc.
      Muitos conceitos ( exemplo da matemática) eram abstractos para estas idades.
      Muita terminologia não era conhecida das educadoras.
      Parece que , logo quando davam a conhecer o trabalho , o grupo tomou consciência que era difícil a ligação entre as disciplinas e a ausência de disciplinas na Pré.
      A lista extensissíma, serve de avaliação diagnóstica (as crianças entram aos 3 anos) e
      de avaliação final (espera-se que aos 5 anos já muitas cruzes estarão preenchidas desde os 3 e 4 anos).
      Talvez , tenham sido estes factores que levaram a não homologar . Ainda bem!
      Alguns directores/ coordenadores de departamento levaram a sério as Metas e fizeram-se fichas destas.
      Outros não e seguiram sempre as OCEPE.

      Gostar

  5. Inacreditável mesmo!!! É a “burrocracia” em todo o seu esplendor!!! E o pior é pensar que são docentes que “engendram” estas loucuras para torturar outros docentes!!!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.