Amanhã, no Público

Atiro-me de forma extensa (e eventualmente chata porque recorre muito a coisas concretas e citações) à proposta de “aprendizagens essenciais” para HGP e História. Um tipo pode acabar derrotado, uma e outra vez, mas não se deve abandonar a batalha sem espernear até ao fim. Dizem agora que se chama resiliência. Eu acho que sou apenas teimoso à moda antiga. Serei arcaico, fora de moda, um tipo claramente saído dos confins dos tempos. Mas que não gosta da História ser lançada para uma 3ª linha curricular, a consumir em semestres e de forma desarticulada, só porque não tem capacidade de pressão junto do poder que está.

PG PB

 

15 thoughts on “Amanhã, no Público

  1. Estou contigo Paulo. Na minha escola fomos derrotados na votação da semestralização, mas lutámos e agora vou focalizar o meu descontentamento na consulta pública das AE.

    Gostar

  2. Mas alguém duvida que o objetivo desta Flexibilização é tirar horas às disciplinas nucleares, e assim pouparem na contratação de professores. Daqui a cinco anos não têm professores. Na minha escola os miudos estão sem musica há mais de um mês, los mesmos miudos levaram dois meses sem professor de EVT e s mesmos alunos levaram mais de um mês sem EF. Isto passa-se em todo o país. Naõ vi pais a manifestarem-se por isto.

    Gostar

    1. efetivamente, o efeito que mais interessa ao governo é ao nível dos recursos docentes: extinguir mais uns horários e aumentar o nº de horas aos que ficam a assegurar o trabalho (porque devem vir aí mais umas quantas horas de reuniões de CT para justificar a burocracia castradora…)

      Gostar

  3. A História ou toda e qualquer área cognitiva que não tenha tradução explicita financeira, que demonstre ser uma atividade da qual se faça muito dinheiro, é considerada uma curiosidade luxuosa e indigna de se investir. É esse o legado do modelo económico construído durante o séc.XX.

    Gostar

  4. No primeiro ciclo há um aumento de professores de apoio educativo, principalmente nas escolas que acompanharam os projetos do ME. A extinta lei “Crato” diminuía o credito horário às escolas com avaliação externa baixa. Algumas tirando proveito desta situação aumentou em mais de cem por cento os professores de professores de apoio educativo.
    Lamentavelmente as turmas com dois anos de escolaridade continuam, assim como com NEE em excesso. No caso da coadjuvação a tempo inteiro o problema fica minimizado, mas apenas com mais umas horas de apoio, o problema nestas turmas permanece.

    Gostar

  5. é por isso que o modelo finlandês está a dar buraco. Nos resultados internacionais têm vindo a baixar de forma alarmante, daí já se falar em alterar o sistema. Outro exmplo de insucesso brutal foi o sistema Americano, tipo norma de guerra, em que nenhum aluno ficaria para trás, também já foi abandonado. Para não falar nas mega-escolas onde morrem todos os anos centenas de aluns assassinados, modelo esse que o nosso amigo David Justino é adepto fervoroso e tem seguidistas neste governo e nos anteriores. É só tiros nos pés! Quanto mais mexem mais mal cheira. aos pucos vão fazendo com que as crianças de todo o mundo não passem de bonecos destituídos de capacidade crítica

    Gostar

  6. Zé, o objectivo é mesmo esse: “vão fazendo com que as crianças de todo o mundo não passem de bonecos destituídos de capacidade crítica”. Há que transformá-las todas em criaturas ignorantes e, de preferência, telecomandadas. Chama-se dividir para reinar. Estratégia velha que a História já ensinou dar maus resultados: regimes ditatoriais. Infelizmente, estamos a ir nesse caminho. É só olhar para a velha Europa: Hungria, Polónia, Rússia, Itália, Turquia … Só que desta vez uma terceira guerra mundial não nos salvará.

    Gostar

    1. É verdade! E os professores, coitados, nada podem fazer!
      Os finlandeses, esses anormais, não percebem nada de educação.
      Pisa sim, pisa não…
      Mais trigonometria, please. Na matemática é só espírito crítico… em especial, quando o horário não contempla as tardes livres.!
      Bom fds

      Gostar

      1. A maior prova de falta de “espírito” ou “pensamento” crítico é encontrar quem acha que basta abanar o nome “Crato” que toda a gente se assusta.

        Querem que seja mesmo clarinho? Já se notam efeitos da substituição das provas finais pelas provas de aferição a pedido de alguns.

        Claro que em tal contexto ou se “cozinha” a amostra dos PISA ou se desvalorizará a coisa, pois não interessa nada (mesmo se foi em cima disso que a Finlândia ergueu o “mito” da sua Educação Fabulosa).

        Gostar

  7. Lembram-se do filme “O Exterminador Implacável”? Espero que o James Cameron não tenha razão quando vaticinou há mais de 30 anos uma guerra entre Homem e máquinas. Até já temos robôs a ensinar. Não tarda muito lá se vão os professores! Ao desvalorizar a importância da História como disciplina, estamos a jogar para o esquecimento muitos acontecimentos que contribuiram para o bem da raça humana, mas, estamos também a fazer esquecer todos aqueles que tanto contribuiram para o mal. A História é uma disciplina que qualquer docente gostaria de ensinar e que qualquer aluno gosta de aprender. Eu adorava as minhas aulas de História! A evolução do Homem, História de Portugal, História das civilizações, a História contemporânea, etc, etc, A história da Matemática, já no ensino superior, fantástico! Agora querem reduzir a disciplina a nada! Acabem com as 2 7horas na escola, terminem com os apoios, e com as formações cívicas, dêem as reduções da componente letiva aos docentes como acontecía antes e de certeza que haverá tempo para todos. Porque razão tem que se andar sempre a mudar? Mas será que os programas como estavam antes eram assimtão maus? Mas os professores são assim tão insignificantes que se limitam a ser meros transmissores? Mas não temos poder para dizer que não fazemos, que não vamos lecionar isto e aquilo porque não concordamos? Ou então estamos todos tão cansados que optamos pelos serviços minimos. Do tipo quero lá saber! Não estou para me moer!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.