Tentativa e Erro

Concordo que é uma das formas do conhecimento ir avançando, através da avaliação do que correu mal e reformulando a acção.

Sim, pode repetir-se uma tentativa e acontecer novo erro. Mais de uma vez.

Mas, a bem da Humanidade, em geral, ou de uma qualquer instalação eléctrica ou açorda de marisco, em particular, convém que se atinja a fase da tentativa e acerto, nem que seja à 53ª ou 261ª tentativa.

Popper

(raios… será que alguém vai mesmo pensar que estou a falar da melhor maneira de cozinhar no forno eléctrico ou micro-ondas? nunca se sabe…)

Causalidades

Leio artigos que procuram explicar a causalidade de certos fenómenos sociais ou educativos com base na coincidência no tempo de outros fenómenos, escolhidos de forma tão conveniente quanto aleatória. Não vou apontar dedos, nomear nomes, fazer ligações desconfortáveis. Dá mais gozo exemplificar o disparate… imaginemos que sempre que a tia Ifigénia vai à janela vê carros a passar na rua. Ora, não é por causa dela ir à janela que os carros passam. É uma coincidência no tempo, apenas. Não há uma relação causal. Mas, infelizmente, em Educação o nível da explicação técnico-política do “(in)sucesso” e outras coisas anda neste patamar de sofisticação. À macro e micro-escala.

AI

Dos Mitos Sobre o “Paradigma Educativo”

Quando os estudos da OCDE são daqueles que vão além da Educação em si mesma ou feitos pelos especialistas do costume, apresentam resultados completamente anómalos para o discurso dominante dos “maus resultados” dos alunos portugueses e colocam seriamente em causa a teoria da necessidade de um “novo paradigma”. Repare-se que os valores piores são os que revelam o peso do passado (escolarização da população adulta”. Quanto ao resto… é melhor fingirmos que não vemos porque assim escusamos de embaraçar governantes e opinadores que vivem dos discursos catastrofistas e especialistas que se alimentam de estudos e consultorias para as “boas práticas”.

EduBemEstar

(2018-19 vai ser o ano de todos os fingimentos e até fingiremos que é flexibilidade aquilo que de não passa de rigidez e de velhas fórmulas cosmetizadas com roupagens de uma moda ultrapassada… ou ainda pior, em casos de permanência no erro como se de erro não se tratasse, por mera incapacidade de admissão)