Meio Foguetório E Um Plural Desajustado

O nosso querido cronista do reino, MST naturalmente, aborda por fim a questão do BES mas com barra Novo Banco. Quase haveria foguetório se não fizesse tiro ao alvo preferencialmente ao Novo Banco e não ao período anterior. E afirma que isto é assim porque não pode ser de outra maneira, num determinismo que acaba por ser desculpabilização.

E depois, claro, mete toda a gente no saco e usa um plural colectivista para dizer que não sabemos isto e aquilo. Calma aí, pára lá as pilecas… nem todos somos da mesma família ou aparentados. Não misturem 10 milhões com os desmandos de uma clique bem circunscrita e identificada, menos por quem só nomeia quem não incomoda demónios no armário.

Nada de misturas, pode ser?

MST9Mar19

Expresso, 9 de Março de 2019

4 thoughts on “Meio Foguetório E Um Plural Desajustado

  1. Por falar em foguetes, para este sr. só me ocorre, de polido, isto:

    “Arde o fogo segundo a lenha do bosque.” (Bem que podia emigrar para o bosque dos Minimeus… e por lá ficar.)

    “Jogo fogoso, jogo perigoso.”

    Gostar

  2. Ele que pergunte ao sogro da filha qual é o segredo do Tomás da concorrência. Certamente que sabe. São todos da mesma espécie e comem todos do mesmo gamelão.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.